Sexta, 22 Dezembro 2017 00:00

Após primeiro ano turbulento de gestão, Edvaldo finalmente mostra a que veio

Escrito por 

Coletiva balanço PMA JANAINA SANTOS 2

Ao final de um ano conturbado de críticas e de muito trabalho para colocar a “casa em ordem” - depois de um rombo de R$ 540 milhões herdado da administração anterior -, a gestão de Edvaldo Nogueira começa a entrar nos trilhos. Ao longo dessa semana, o chefe do executivo municipal da capital se mexeu bastante para prestar contas do seu primeiro ano de gestão e, para isso, divulgou balanço, falou de investimentos, anunciou novo enxugamento da máquina e sancionou a lei que isenta mais de 50 mil famílias do pagamento do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU).

A lei se aplica aos proprietários de imóveis cuja base de cálculo se enquadre em até R$ 10 mil, e tenham renda familiar de até dois salários mínimos. Essas mesmas famílias poderão requerer o perdão das dívidas, caso possuam débitos anteriores do tributo. Nesta sexta-feira, 22, Edvaldo anunciou que assinará neste sábado, 23, com o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, e o deputado André Moura, o contrato de empréstimo de R$ 50 milhões para a realização de obras em Aracaju - recurso que somado a mais de R$ 200 milhões já previstos, permitirão a retomada de 21 obras na capital (confira mais aqui).

Em reunião com o secretariado na última quarta, 20, o prefeito anunciou que realizará novo corte de cargos comissionados para enxugar a máquina. Logo no começo da gestão, houve uma redução de 30% no custo total da folha de CCs, com economia de R$ 20 milhões. Mas, ainda que tenha garantido que as medidas de contenção continuarão severas no novo ano, Edvaldo fez um prognóstico positivo para 2018. “Temos ainda dificuldades a enfrentar, mas continuaremos dando prioridade ao pagamento dos salários dos servidores, ao recapeamento, à Saúde e à Educação, além de colocar em andamento mais R$ 300 milhões em obras, que irão mudar a face da cidade”.

Durante um café da manhã com a imprensa realizado também na quarta-feira, Nogueira apontou os principais avanços do primeiro ano de gestão, incluindo os R$ 120 milhões de salários atrasados pagos do ano anterior. “Em 11 meses, eu paguei 13 folhas salariais. E hoje estamos pagando a segunda parcela do 13º salário. Já são mais de R$ 900 milhões investidos nos salários dos servidores. As escolas estão funcionando, os postos de saúde já têm 80% dos remédios, a coleta do lixo está ocorrendo regularmente, temos ações em todas as áreas”, disse.

Edvaldo tem feito questão de dizer que, ao final de 2017, a capital está em muito melhor situação que no final do ano anterior. “Hoje, o clima é outro. Os serviços públicos estão funcionando. Foi um ano de vitórias”, avaliou. Boa parte delas foram conseguidas na Câmara. Para o líder do prefeito na casa legislativa municipal, vereador Professor Bittencourt, o ano envolveu muito trabalho e grandes ações para recuperar a cidade. “Edvaldo encontrou a cidade sucateada, com inúmeras dívidas e a população infeliz. Hoje, com a ajuda da sua equipe e de toda a bancada na Câmara Municipal, a Gestão vem fazendo a diferença e retomando a alegria da capital”.

Cinco emendas favoráveis importantes foram aprovadas pela Câmara na Lei Orçamentária Anual (LOA), que deverão auxiliar a gestão municipal no ano de 2018: a nº 31, que destina recursos para a elaboração de Política Municipal de Valorização do Servidor Público no âmbito da Administração Direta, Autárquica e Fundacional; a nº 14, que solicita a transferência de orçamento entre as Secretarias de Comunicação para a Educação, destinado ao desenvolvimento, revitalização e manutenção da Educação Infantil vinculada a Creche e Pré-Escola; a nº 20, que impõe a destinação orçamentária e recursos do Poder Legislativo para concurso público e reforma administrativa; a nª 21, que autoriza a Mesa Diretora da CMA a elaborar Quadros de Detalhamento de Despesas do Poder Legislativo Municipal; e a nª 38, que autoriza os Poderes Legislativo e Executivo a remanejar suas dotações orçamentárias, inclusive quanto à fonte de recursos e ao programa de trabalho.

Os problemas ainda são muitos, mas avanços importantes mostram, mesmo para os mais incrédulos, que há uma luz no fim do túnel. Edvaldo começa a conseguir rebater as críticas que vem recebendo ao longo do ano sobre a administração da capital, que a bem da verdade, foi encontrada em situação deplorável. Então, a César o que é de César. E, pelo bem da população, ‘quanto melhor, melhor’ em Aracaju.


|Por Soma Notícias – com informações de PMA e CMA
|Foto: Janaína Santos/PMA

Sobre Nós

O Soma Notícias é um projeto voltado para garantir que a notícia chegue até o leitor de forma qualificada, com a confiabilidade necessária, numa forma de reportar à toda sociedade assuntos que são de interesse público. Como vivemos um momento diferenciado na comunicação, em que a importância de quem consome a notícia é mais valorizada do que nunca, o Soma Notícias vem para se somar ao objetivo de termos uma sociedade cada vez mais justa, plural e ciente de que os direitos e os deveres dos cidadãos se aplicam a todos, sem exceção. E isso só é possível se tivermos acesso a uma gama de informações confiáveis, que não abram espaço para a dúvida quanto a sua procedência. Essa é a missão do Soma Notícias. E é para executá-la que aqui estamos!

Newsletter

Deixe seu melhor e-mail para receber novidades e/ou promoções.
Somos contra Spam!