Municípios

phpThumb generated thumbnail1

No período de agosto a outubro deste ano, equipes da Prefeitura de Aracaju identificaram a presença de 59 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade nas ruas de Aracaju. As equipes de abordagem social, da Secretaria Municipal da Assistência Social, atuam buscando identificar e acompanhar as pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade nas ruas de Aracaju. A abordagem é feita por uma equipe multidisciplinar formada por educadores sociais, assistentes sociais e psicólogos, além de contar com o apoio de conselheiros tutelares. 

Com base no levantamento realizado, não foram identificadas crianças morando nas ruas, mas sim acompanhando adultos que têm na sua presença uma ferramenta maior de sensibilização das pessoas em geral. “Até o momento, todas as crianças abordadas possuem uma referência domiciliar, vínculos familiares e/ ou comunitários”, explicou a gerente da Média Complexidade da Proteção Especial da Assistência Social de Aracaju, Lucianne Rocha. 

Nos casos identificados pelas equipes da Assistência, que realizam a abordagem social, pelo menos, quatro vezes por semana, foi identificado, por exemplo, que as crianças encontram-se, em sua maioria, matriculadas em escolas e que seguem para as atividades na rua no contraturno escolar levadas por familiares ou por outros adultos autorizados por suas famílias. A situação se agrava nos fins de semana. 

“Infelizmente, percebemos que muitas famílias já possuem benefícios assistenciais, muitas têm acesso ao Bolsa Família e outras recebem auxílio moradia ou até mesmo já foram contempladas com imóveis em programas habitacionais, mas mesmo assim continuam em uma situação financeira delicada, agravada pela crise que o país enfrenta e pelas poucas oportunidades de ingresso no mercado de trabalho. Muitos alegam que encontram na rua um complemento de renda importante. Nós buscamos entender a situação da família até certo ponto, mas realizamos um trabalho de sensibilização para que compreendam que as crianças não podem ser penalizadas e utilizadas para ampliar o apelo junto às pessoas que fazem doações”, explicou Lucianne.

DSC 0227

Nesse sentido, a Assistência tem atuado em duas frentes: promover a proteção social e acionar órgãos como o Ministério Público e o Judiciário para que possam chamar as famílias à responsabilidade. No primeiro caso, a Assistência busca promover ações que promovam a proteção social dessas crianças e suas famílias através, por exemplo, da sua inclusão no Cadastro Único e posterior recebimento do benefício do programa Bolsa Família e também a oferta de atendimento socioassistencial nos Centros de Referência da Assistência Social, que desenvolvem diversas ações de estímulo à cidadania, promoção de direitos e integração social, por meio do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. 

Quando as famílias não acolhem as orientações, a alternativa é buscar a responsabilização. “Nosso trabalho é desenvolvido sempre com o apoio do Conselho Tutelar e de outros órgãos competentes, a exemplo do Ministério Público e do Judiciário. A equipe de abordagem da Assistência Social, sozinha, não possui condições legais para responsabilizar as famílias no sentido de notificá-las quanto à exposição das crianças e adolescentes. Atuamos buscando sensibilizá-las sobre os riscos aos quais os meninos e meninas estão expostos e apresentando todos os serviços de retaguarda que o município pode ofertar”, explica a diretora de Proteção Social do Sistema Único da Assistência Social (SUAS), Inácia Brito. 

A vice-prefeita e secretária municipal da Assistência Social, Eliane Aquino, reforça a importância da compreensão da sociedade. “É fundamental que a população compreenda que esse é um problema bastante complexo, que envolve vários fatores, e que a Prefeitura de Aracaju, assim como as gestões municipais em geral, não possui condições de solucioná-lo sozinha. Estamos enfrentando, em todo o país, um momento de crise financeira que tem repercutido diretamente no aumento das demandas sociais. Muitas pessoas acabaram perdendo seus empregos e enfrentam dificuldades para retornar ao mercado formal de trabalho e parte delas acabam encontrando na rua uma forma de complementar a renda. Essa tem sido uma realidade vivenciada, infelizmente, em todos os centros urbanos. A diferença é que aqui não pretendemos desenvolver uma política higienista que vise apenas a retirada dessas pessoas dos locais em que se encontram, mas a construção de estratégias que permitam que elas alcancem alternativas mais dignas de sobrevivência".

Eliane Aquino ainda pontuou a importância de se contar com o apoio da sociedade. "Sabemos que é uma situação que sensibiliza a todos, mas as doações realizadas diretamente às pessoas nas ruas acabam estimulando a exposição de crianças a situações precárias. Uma forma da sociedade efetivamente ajudar é através do seu apoio para as entidades sérias que atuam em prol dos direitos da criança e do adolescente".

|Fonte: Assessoria de Comunicação
|Fotos: Danillo França/Ascom

Otavio Sobral Itaporanga Camp. Surf

Neste domingo, 19, o prefeito Otávio Sobral prestigiou dois eventos esportivos que aconteceram no Povoado e Praia da Caueira, em Itaporanga, acompanhado da secretária municipal de Saúde, Urânia Sobral. O primeiro evento foi a 5ª edição do campeonato Surf Local. O evento contou com o apoio da Prefeitura de Itaporanga d’Ajuda, através das Secretarias de Esporte e de Saúde. Durante toda a manhã, a SMS disponibilizou ambulância e uma equipe composta por auxiliar de enfermagem, fisioterapeuta e preparador físico.

O surfista e organizador do evento, Ricardo Torquato, destacou o apoio recebido da Prefeitura na edição 2017 do campeonato. “É um evento que vem acontecendo há cinco anos aqui na Caueira. Ainda não é um campeonato aberto a todos os estados, mas recebemos aqui surfistas de diversas cidades de Sergipe. Esse ano a participação da Prefeitura foi excelente, com o prefeito Otávio Sobral dando um suporte muito bacana. Este, com certeza, foi o melhor campeonato de todos os anos, e a tendência é melhorar, e graças a Deus esse ano ele veio nos apoiar com muita força e dedicação”, afirmou.

Logo em seguida, o prefeito Otávio Sobral esteve prestigiando o 1º Torneio do Poeirão, um campeonato de futebol de areia, realizado no povoado Caueira. O prefeito Otávio Sobral destaca a importância do apoio da Prefeitura a eventos esportivos. “Nós buscamos sempre valorizar e apoiar das formas possíveis o esporte local. Então hoje tivemos dois eventos esportivos distintos, em uma mesma região, e que contaram com o nosso apoio. Nada melhor que prestigiar e mostrar o nosso interesse e a importância que a nossa Administração dá para a promoção do esporte na cidade”, disse o gestor municipal.

|Fonte e foto: Prefeitura Municipal de Itaporanga

Na manhã desta segunda-feira (20), o Ministério Público de Sergipe realizou uma coletiva de imprensa para tratar de assuntos ligados aos hospitais filantrópicos de Aracaju. A situação financeira das unidades foi entendida como calamitosa e os promotores afirmaram que a Prefeitura não tem cumprido com o acordo firmado em novembro do ano passado, em que se comprometia em quitar as dívidas com as instituições.

Por essa razão, o MP informou que vai pedir o bloqueio das verbas do município, além de ajuizar uma ação de improbidade administrativa contra o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) e a secretária de Saúde, Waneska de Souza Barboza.

O contrato entre Prefeitura e Hospital Cirurgia, celebrado em 2015, termina em dezembro deste ano, e, embora tenha sido denunciada ausência de repasses, a secretária de Saúde disse que cerca de R$ 4,3 milhões haviam sido depositados. Contudo o MP informou que esses valores não foram comprovados.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), assegura que os repasses foram realizados e explica que todos os comprovantes serão encaminhados ainda esta semana.

Confira a nota na íntegra

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que mantém a posição exposta pela secretária Waneska Barboza durante a coletiva de imprensa na última sexta-feira, 17, onde foi explicado todo processo que gerou o crédito da Prefeitura de Aracaju para com o Hospital de Cirurgia (HC), no valor que supera os R$ 4 milhões.

Além disso, a SMS declara que todos os comprovantes de pagamento estão sendo encaminhados ainda essa semana para os órgãos fiscalizadores (Ministérios Públicos Federal e Estadual e Tribunal de Contas do Estado), com o objetivo de promover a devida apuração dos fatos mediante os documentos oficiais.

A secretária da Saúde de Aracaju também reforça que continuar liberando dinheiro do tesouro municipal ao HC pode ser configurado como improbidade administrativa por lesão ao erário, e que apoia a abertura de investigações que elucidem definitivamente os fatos que envolvem essa problemática.

|Por Soma Notícias
|Foto: Divulgação/Internet

f58f5bfa 7637 46a0 8882 51eff79dfbbb

Familiares, amigos, políticos e empresários compareceram ao lançamento de “Dunamis”, de autoria do apostolo José Evangelista. O evento aconteceu no último sábado, dia 18, e reuniu centenas de pessoas na sede do Ministério Internacional Nova Dimensão (MIND), em Umbaúba. A obra narra a história de vida do líder religioso, que nasceu em Simão Dias, se formou na Bahia e se estabeleceu em Sergipe como um dos principais nomes da fé evangélica no estado.

“Este é um manual para aqueles que desejam ter sucesso na vida cristã. Com as histórias contidas neste livro, poderemos nos inspirar na trajetória de um homem que marcou gerações e que, indubitavelmente, é um dos maiores exemplos de fé que eu conheço”, disse o pastor João Batista durante apresentação do livro.

O livro é composto por diversas histórias, que vão da conversão ao protestantismo, em 1987, às experiências evangelísticas realizadas em diversas partes do Brasil. A publicação revela, ainda, como surgiu o MIND e, também, ressalta a importância de se amar Jerusalém.

“Foram anos de um sonho recolhido. Sempre tive vontade de escrever sobre a minha história, mas nunca havia parado, de fato, para fazer isso. Recentemente, fui tomado por um desejo muito grande e entendi que era a voz de Deus dizendo que este era o momento”, explica o autor.

Além de relatos sobre as estratégias desenvolvidas nos projetos evangelísticos, o livro também conta algumas particularidades do autor, como as graduações em teologia e psicanálise e um pouco de sua vida familiar.

Dunamis

A palavra que dá título ao livro vem do grego e, na tradução literal, significa "dinâmico", "dinamite", com sentido de energia constante. E foi inspirado na origem do termo que a obra foi batizada.

 “O apóstolo Paulo usou essa palavra no livro de Atos para descrever o poder explosivo do Espírito Santo na Igreja. Era um poder que se manifestava em dons, milagres, muitas conversões e um crescimento significativo na igreja”, revela o apóstolo.

O autor

José Evangelista dos Santos Filho tem 55 anos, é formado em Teologia pelo Seminário Teológico Batista do Nordeste, em Feira de Santana, e em Psicanálise pela Sociedade Psicanalítica Ortodoxa do Brasil. É casado, tem 4 filhos e três netos.

Natural de Simão Dias, se mudou para a capital baiana ainda adolescente, após o falecimento dos pais. Lá, concluiu os estudos e, desde 1995, atua como pastor em Sergipe.

No ano de 2000 fundou o Ministério Internacional Nova Dimensão, em Umbaúba, e, desde então, tem levado o evangelho a diversas partes do Brasil e mundo, sendo conferencista e palestrante de congressos, seminários e eventos evangelísticos.


|Fonte: Assessoria de Comunicação
|Foto: Jonatan Santana

phpThumb generated thumbnail

Os edifícios construídos em alvenaria estrutural demandam cuidados, especialmente, durante as reformas. Foi justamente para orientar a população que a Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), através da Defesa Civil de Aracaju, na manhã deste sábado, 18, deu início à campanha educativa e preventiva para inibir o surgimento de riscos estruturais.

De acordo com o secretário municipal da Defesa Social e da Cidadania, Luis Fernando Almeida, a iniciativa reforça o compromisso da gestão em atuar de forma preventiva para evitar riscos e preservar a segurança da população. "Em situações de reformas nos apartamentos a retirada de paredes, abertura de portas e janelas podem ocasionar riscos à estrutura do prédio e, consequentemente, à segurança de todos os moradores", alertou. 

O primeiro condomínio visitado foi o Parque Diamante, composto por 37 prédios, localizado no bairro Ponto Novo. Durante a ação educativa, os técnicos dialogaram com síndicos e moradores dos apartamentos, em um esforço de ampliar o conhecimento da população sobre o tema, assim como para formar multiplicadores das informações.

O coordenador geral da Defesa Civil de Aracaju, capitão Sílvio Prado, revela que, entre os fatores que motivaram a iniciativa, estão as constatações realizadas no próprio Parque Diamante, diante de demandas do Ministério Público. "Chegamos a verificar, em uma das vistorias, que cerca de 50% dos apartamentos de um dos prédios haviam realizado reformas com ampliação de salas, cozinha americana, abertura de portas e janelas, desconfigurando a estrutura original da edificação", informou.

A partir dessa situação, o coordenador explica que são adotadas medidas para restabelecer os elementos estruturais. "Solicitamos e recomendamos, também via Ministério Público, a recomposição desses elementos", complementou o capitão Sílvio.

Antônio Santos mora há 32 anos no condomínio. Diante das imprudências já presenciadas em reformas, ao longo desse tempo, ele comemora a realização da campanha. "Essa iniciativa contribui com a nossa segurança. As pessoas que interferem nessas estruturas têm total desconhecimento sobre as implicações do que estão fazendo", avaliou.

A síndica de um dos edifícios, Solange Andrade, considera que esse tipo de ação promove avanços para a comunidade. "Essa campanha nos proporciona melhorias. A Defesa Civil está sempre presente para que as pessoas conservem os prédios. Gostei muito dessa visita hoje", declarou.

Na oportunidade, a equipe da Defesa Civil de Aracaju fixou cartazes com esclarecimentos e alertas, além de ter sido possível difundir o número emergencial 199 para eventuais necessidades.

|Fonte: Assessoria de Comunicação
|Foto: Divulgação/Semdec

Uma criança de 4 anos morreu após a queda de uma televisão no município de Neópolis, localizada a 121km de Aracaju. O acidente aconteceu dentro da residência da menina, no momento em que ela brincava na sala. A garota chegou a ser levada para o hospital da cidade, mas não resistiu.

De acordo com parentes da vítima, a criança estava mexendo no aparelho quando ele despencou da estante em cima dela, atingido cabeça e tórax. O caso chocou familiares e, segundo informações de populares, desde o ocorrido, a mãe da menina se encontra em estado de choque.

O corpo da menina está sendo velado na residência da família e será sepultado na manhã desta segunda-feira, dia 20.

|Por Soma Notícias
|Foto: Ilustração/Internet

IMG 20171117 WA0143

A manhã desta sexta-feira, 17, foi de festa para os produtores do povoado Sucupira, em Arauá. O governador Jackson Barreto, o vice-governador Belivaldo Chagas e o secretário de Estado da Inclusão Social, Zezinho Sobral, realizaram a entrega da Agroindústria de Processamento dos Produtos da Agricultura Familiar no Grupo de Jovens Cooperativistas da Colônia Sucupira (Cooperjos). O ato contemplou uma série de inaugurações e entregas de equipamentos da agricultura familiar que integram os editais de Arranjos Produtivos Locais de Baixa Renda (APLs) nos municípios. 

Em Arauá são 87 beneficiários. Para a reforma, ampliação e aquisição de equipamentos foram investidos R$ 248.273,38, com o objetivo de adequar a unidade de beneficiamento de macaxeira, visando à ampliação da comercialização da produção pão, bolo e macaxeira a vácuo no mercado.

Segundo o secretário Zezinho Sobral, a Associação do Povoado Sucupira enfrentava dificuldades na produção e comercialização dos seus produtos e, após o recebimento do recurso do edital de APLs para a construção da agroindústria, os trabalhadores e moradores viram um estímulo para produzir.

"O Governo do Estado se preocupa com produtor rural de todas as regiões porque, incentivando e investindo, temos a certeza que ele terá uma renda maior e qualidade na oferta dos seus produtos. Essas APLs vieram para apoiar e fortalecer o setor produtivo. Hoje, a Associação possui contratos com prefeituras e renda anual de cerca de 1,5 milhão. É gratificante ver esse retorno. Nosso foco é melhorar a qualidade de vida das pessoas que trabalham no campo", comemorou.

C360 2017 11 17 11 40 56 733

De acordo com o secretário da Agricultura de Araua, Jonathan Santos, o Governo de Sergipe atendeu aos pedidos da comunidade e não mediu esforços para concretizar. "Os maiores homenageados são os nossos produtores. A Associação entrega os pães e bolinhos para escolas da Rede Estadual e às prefeituras. Somente este ano, foram encomendados 80 mil quilos de macaxeira embalada a vácuo, 400 mil quilos e bolinhos e 200 mil quilos de pães. O futuro do nosso país é a agricultura familiar", apontou.

Taciana Ramos, presidente da Cooperativa, falou dos novos horizontes no olhar de cada membro. "Somente na Associação trabalham mais de 25 funcionários. Eles atuam com amor. Agora, com um novo ambiente e uma estrutura preparada e moderna, eles terão ainda mais alegria em servir ao povo de Sergipe. Se 2017 foi um ano maravilhoso para a nossa produção, não tenho dúvida que em 2018 entraremos com o pé direito", celebrou. 

Os APLs foram idealizados para ajudar o homem do campo coletivamente a conquistar avanços nas suas atividades produtivas, gerando e/ou ampliando a renda e a cidadania. Para a criação dos APLs, o Governo de Sergipe firmou parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e, desde 2011, investe na ação. Até o momento, já foram investidos R$ 6.442.089,84 e estão programados mais R$ 4.049.180,24 para 25 novas associações, com o foco de complementar as ações daquelas que já iniciaram convênios. Ao final, são 65 associações contempladas, beneficiando 3.117 famílias através dos Editais de APLs. Nessa parceria com o BNDES, o Governo do Estado assume 50% dos investimentos.

O governador Jackson Barreto ficou encantado com tudo que é produzido pela Cooperativa. "O que me deixa mais feliz é ver que Sergipe é terra fértil e de gente batalhadora. É nosso dever cuidar do homem do campo, do produtor rural e das cooperativas e associações. Nosso Governo conhece onde o produtor está, vai lá, identifica se há problemas e, se tiver, ajuda a solucionar. Somos parceiros e estamos unidos para fortalecer a nossa agricultura. A Cooperativa de Sucupira está de parabéns por tudo que faz", destacou.

|Fonte: Assessoria de Comunicação
|Foto: Divulgação

Feira da Prefeitura 2 Foto Silvio Rocha

Os comerciantes que atuam na Praça João XXIII, ao lado do Terminal Rodoviário Luiz Garcia, na região central de Aracaju, deverão ser realocados em breve. A informação é da assessoria de comunicação da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) que, em material divulgado nesta quinta-feira (16), disse que o local se tornou um ponto de negociação de drogas e outras práticas criminosas. Atualmente, o espaço conta 142 bancas e 119 feirantes, sendo 74 da capital e 45 do interior sergipano.

A feira, que recentemente foi cenário de homicídios, funciona de modo irregular. E, segundo a Emsurb, nenhum comerciante tem alvará de funcionamento para atuar no local. A retirada dos feirantes da praça, de acordo com a assessoria de comunicação, já vinha sendo estudada há algum tempo, mas, agora, após uma parceria entre Polícia Militar de Sergipe, Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) e a Guarda Municipal, poderá ser executada.

A data da operação ainda não foi divulgada, mas, em nota, a Emsurb explica como ficará a situação de alguns comerciantes. “Aquela feira é inexistente para a Administração Municipal. Sendo assim, a principio, os feirantes que comercializam produtos no local poderão ser remanejados para os mercados. Isso, obviamente, se estiverem com a situação cadastral regularizada. Pois realizamos um estudo na região e constatamos que muitos deles não são de Aracaju e alguns possuíam ponto no Mercado e abandonaram. Temos a intenção de auxiliar de modo positivo a todos, contudo, é preciso entender que nossa responsabilidade é somente com aqueles que estão dentro da legalidade”, diz a nota.

|Por Som Notícias/Com informações da Assessoria de Comunicação
|Foto:
Sílvio Rocha/PMA

Sobre Nós

O Soma Notícias é um projeto voltado para garantir que a notícia chegue até o leitor de forma qualificada, com a confiabilidade necessária, numa forma de reportar à toda sociedade assuntos que são de interesse público. Como vivemos um momento diferenciado na comunicação, em que a importância de quem consome a notícia é mais valorizada do que nunca, o Soma Notícias vem para se somar ao objetivo de termos uma sociedade cada vez mais justa, plural e ciente de que os direitos e os deveres dos cidadãos se aplicam a todos, sem exceção. E isso só é possível se tivermos acesso a uma gama de informações confiáveis, que não abram espaço para a dúvida quanto a sua procedência. Essa é a missão do Soma Notícias. E é para executá-la que aqui estamos!

Newsletter

Deixe seu melhor e-mail para receber novidades e/ou promoções.
Somos contra Spam!