Notícias

celulares em TV premabas

Agentes e guardas prisionais apreenderam nesta quarta, 28, no Presidio Regional Juiz Manoel Barbosa de Souza (Premabas), em Tobias Barreto, 13 telefones celulares que estavam escondidos no tubo de imagem de um aparelho de televisão que seria entregue a um interno da unidade. A televisão foi deixada no Premabas pela mulher de um apenado que alegou estar com pressa para um compromisso e, por isso, não iria visitá-lo.

O fato aconteceu por volta das 8h30 da manhã. O fato da mulher não querer entrar no Premabas chamou a atenção dos servidores, que decidiram desmontar a televisão. A suspeita de que havia algo errado se confirmou: além dos telefones celulares, que certamente deveriam ser entregues a outros internos, havia também carregadores e fones de ouvido.

O diretor do Premabas, José Raimundo de Santana, explicou que a entrada de aparelhos de televisão é permitida para aqueles presos que têm bom comportamento. A mulher tinha autorização da direção para levar o aparelho. Ela só não foi presa porque não estava no Premabas na hora em que a TV foi desmontada, mas já perdeu o direito de visitá-lo. O marido foi identificado e colocado no isolamento para a aplicação dos procedimentos cabíveis.

“A ação dos agentes e guardas prisionais é de suma importância para a segurança e a ordem dentro das unidades. Não poderia estar mais satisfeito com a atuação deles e a parceria que eles firmam cada dia mais com a Secretaria de Justiça”, afirma o secretário de Justiça Cristiano Barreto.


|Fonte e foto: Sejuc

Mercado FILIPPE ARAUJO

 

A Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) divulgou, nesta quarta-feira, 28, que atendendo a pedidos dos feirantes, os mercados centrais Albano Franco, Antônio Franco e Thales Ferraz,  incluindo o mercado Milton Santos (do Conjunto Augusto Franco), irão funcionar em horário normal nesta quinta-feira, dia 29.

Ainda de acordo com o órgão, na sexta-feira, dia 30, os mercados estarão fechados. E no sábado, dia 1º de julho, o funcionamento será normal. 

Já as feiras livres serão realizadas normalmente nesses dias, assim como o Parque da Sementeira, que funcionará em seu horário normal, das 5h às 21h.


|Foto: Filippe Araújo

cut aracaju

 

O Juiz Edno Aldo Ribeiro de Santana concedeu liminar, nesta quarta-feira, 28 de junho, em favor da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), estabelecendo uma série de proibições para a realização da Greve Geral, programada para a próxima sexta, 30 de junho. O magistrado  atendeu aos pedidos feitos pela entidade em Ação Civil Pública ajuizada contra o Sindicato dos Empregados no Comércio de Aracaju (SECA), a Federação dos Empregados do Comércio e Serviços do Estado de Sergipe (FECOM – SE), a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a União Geral dos Trabalhadores (UGT) e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).

Na decisão, o Juiz determina que as centrais sindicais não poderão adentrar (invadir) as dependências dos comerciantes; forçar o fechamento das portas dos comerciantes representados; ameaçar e constranger os lojistas, clientes e trabalhadores do comércio, sobretudo, do centro da cidade; causar dano ao patrimônio da categoria econômica do comércio; fechar ruas e avenidas que não sejam as utilizadas para a realização do movimento e previamente informada as autoridades competentes; além de proibir, atrapalhar e/ou de qualquer outra forma inviabilizar a circulação de ônibus na cidade.

Na Ação, a CDL mencionou o exemplo do movimento realizado em 28 de abril passado, caracterizando-o como “uma ilegal manifestação denominada Greve Geral contra a privatização da DESO, reformas trabalhistas e da previdência, em várias localidades da cidade de Aracaju, especialmente no centro, forçando os lojistas a fecharem suas portas, encerrando suas atividades, de forma ameaçadora e violenta, bem como ameaçaram os trabalhadores e os forçaram a se retirarem dos seus locais de trabalho, além de proibirem a circulação de ônibus na cidade e fecharem ruas e avenidas”.

Ainda segundo a CDL, a Ação foi ajuizada tendo em vista que, através da distribuição de panfletos, as centrais sindicais estão convidando a população para promover, no dia 30, o chamado “Arrastão para o fechamento do comércio de Aracaju”.

Em caso de descumprimento da decisão judicial, cada entidade participante incorrerá no pagamento de multa de R$ 50 mil. A íntegra da liminar pode ser acessada no site do Tribunal de Justiça de Sergipe (www.tjse.jus.br) no âmbito do processo número 201711300909, ou clicando aqui.


|Por: Soma Notícias
|Foto: Anderson Barbosa

Ação DTS AIDS no PAdre Pedro.jpg

Os usuários do Restaurante Popular Padre Pedro puderam realizar, gratuitamente, testes rápidos de HIV, sífilis e hepatite, no final da tarde da última quarta-feira, 21, quando a equipe do Programa Estadual DST/AIDS esteve no local, a convite do Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional (DSAN) da Secretaria de Estado da Inclusão Social. Além de disponibilizar 100 testes de cada patologia, a equipe do Dr. Almir Santana distribuiu preservativos e materiais informativos, tendo em vista a necessidade de conscientizar o público frequentador do restaurante - em sua maioria pessoas em situação de rua - sobre a importância da prevenção, diante da chegada dos festejos juninos.

Segundo Lucileide Rodrigues, diretora do DSAN/Seidh, a ação resulta de uma parceria entre as Secretarias de Estado da Inclusão e da Saúde, para levar conhecimento e cuidados aos usuários do restaurante. “Sabendo que a Aids ainda mata muitas pessoas, pensamos na parceria com a SES para orientar a população quanto ao uso de preservativos nesse período festivo. Não podemos separar segurança alimentar e saúde”, disse.

O Dr. Almir Santana revela que as ações realizadas no local sempre contam com grande procura. “A parceria é muito importante porque esse público que frequenta o restaurante é um público prioritário para nós – é o que chamamos de população vulnerável ou população chave. É um pessoal que nem sempre tem acesso aos serviços de saúde, então a adesão ao exame sempre é boa”, avalia.

Seu Ronaldo Vieira almoça e janta no Restaurante Padre Pedro todos os dias. Para ele, é sempre preciso realizar exames, para se manter saudável. “Em se tratando de saúde, a gente tem que fazer tudo. Por isso que com esses exames, nós só temos a ganhar. A saúde está em primeiro lugar. Eu agradeço muito por poder estar participando dessa ação, que é tão importante pra gente”.

Ofertando diariamente cerca de 2 mil refeições nutricionalmente balanceadas pelo preço módico de R$ 1 nos horários do almoço e jantar, o Padre Pedro também incrementou o cardápio, obedecendo as tradições da culinária regional. Nesta sexta, 23, e no dia 28 de junho (véspera de São Pedro), será servido bolo de milho na sobremesa do almoço e mungunzá no jantar. O restaurante fica localizado na Av. Coelho e Campos, sem número, Centro da capital, e funciona de segunda a sexta-feira, das 11h às 13h e das 17h às 19h.

Visando garantir conforto aos doadores e a manutenção do estoque de sangue, o Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) unidade da Fundação de Saúde Parreiras Horta (FSPH) que integra a Rede Estadual de Saúde, informa que o serviço funciona normalmente nesta sexta-feira, 23, véspera de São João das 7h30 às 17h. Já no sábado, 24, ponto facultativo, a unidade não funciona. A dispensação de sangue e hemocomponentes para rede hospitalar do Estado permanecem com o funcionamento em regime de plantão, 24 horas.

Para doar é necessário observar alguns critérios, a exemplo de estar bem de saúde, ter entre 16 e 69 anos de idade, peso acima de 50 kg. Menores com idades entre 16 a 17 anos devem apresentar termo de autorização dos pais ou responsável legal. O termo de consentimento para doação está disponível para download no site do Hemose (www.hemose.se.gov.br). Também é solicitada a apresentação de documento oficial com foto, válido em todo território nacional, pode ser carteira de identidade, carteira de trabalho e carteira de motorista, entre outros.

No dia da doação é necessário estar bem alimentado, pois a doação consiste na coleta de 450 ml de sangue. Já no dia anterior à doação é importante que o voluntário tenha dormido pelo menos 6 horas e não tenha ingerido bebidas alcoólicas, nas 12 horas antes da doação.

O Hemocentro de Sergipe está situado na Avenida Variante 1, S/N, bairro Capucho, no Centro Administrativo Governador Augusto Franco, vizinho ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). Mais informações através dos telefones (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259- 3174.


Funcionamento do serviço de doação durante São João e São Pedro:

Dia 23 de junho – Sexta-Feira – Véspera de São João, o serviço funciona no horário normal, das 7h30 às 17h;

Dia 24 de junho – Sábado – São João e ponto facultativo, a unidade não abre;

Dia 25 de junho – Domingo – O Hemose não tem expediente externo;

Dia 28 de junho – Quarta-Feira – Véspera do dia em celebração a São Pedro, o serviço funciona no horário regular das 7h30 às 17h;

Dia 29 de junho – Quinta-Feira – Dia de São Pedro, ponto facultativo, a unidade abre das 7h às 11h;

Dia 30 de junho – Sexta-Feira – Serviço retorna ao funcionamento normal das 7h30 às 17h.


|Fonte: Hemose/SES

A Prefeitura de Aracaju conseguiu regularizar sua situação no Cadastro Único de Convênios, o CauC. A liberação foi obtida no Tribunal Regional Federal da 5ª Região em Recife, após a Procuradoria Geral do Município recorrer da decisão expedida pela Justiça Federal de Sergipe, que negou o pedido de liminar solicitando a liberação do Executivo na inscrição.

Com isso, a atual gestão passa a estar habilitada para receber os recursos federais e revertê-los em benefício aos aracajuanos. "Felizmente, obtivemos êxito. Ficou decidido que seria considerado inexistente o cancelamento da inscrição do CauC. No sentido prático, o município agora pode ter as certidões negativas e receber as verbas que forem destinadas, provenientes de órgãos federais. Agora, vamos trabalhar com mais tranquilidade", destacou o procurador do Município, Netônio Machado.

O procurador explicou que a inadimplência ocorreu por conta da gestão passada, que não cumpriu com as diretrizes estabelecidas pela Lei de Responsabilidade fiscal, a qual determina o investimento, mínimo, de 25% na Educação. "A administração anterior, sob o fundamento feito após uma consulta ao Tribunal de Contas, entendeu que a complementação dos 25% de investimento na pasta poderia ser garantida com o pagamento dos aposentados da Educação", explicou drº. Netônio, continuando.

"Contudo, os órgãos federais administrativos, responsáveis pela análise desses cumprimentos, entenderam que pagamento de aposentadoria não é investimento, deixando de considerar cerca de 7% da aplicação. Por conta disso, o município teve seu nome lançado no CauC, que é uma espécie de Serasa, para pessoa física, e Cadim, para pessoa jurídica, e com a negativação o município não poderia obter a certidão negativa", detalhou.

O que contribuiu, segundo o procurador, para a não-realização do Forró Caju. "Sem a certidão negativa o município não pode receber recursos, seja para a Educação, Saúde, Infraestrutura e para a Cultura, como aconteceu recentemente com a questão do Forró Caju. A falta da regularização inviabilizaria a administração e penalizaria não só o gestor atual, que não contribuiu em nada para o problema, mas principalmente a população, já que sem certidão não vem dinheiro e, consequentemente, não tem investimento", advertiu.

Dificuldades
Netônio considera que existe grande expectativa nos aracajuanos para que os problemas existentes na capital sejam resolvidos o mais breve possível. "É muito natural essa ansiedade e expectativa do povo em querer que as coisas aconteçam rapidamente até porque têm muitas situações que se arrastam há algum tempo. Mas na atual conjuntura econômica-financeira na qual vive o país, as dificuldades de acesso aos recursos existem, ainda mais acrescidas com essas práticas que dificultam os escassos recursos a serem recebidos pela municipalidade. Isso repercute negativamente na administração sem que ela tenha culpa" avaliou.

Ainda assim, o procurador ressalta que a prefeitura tem se esforçado para modificar o quadro o quanto antes. "O governo municipal não pode fazer milagres. Muitos são os problemas. Estamos vendo que o excesso de chuvas que tem caído aqui e que tem ocorrido no sertão tem causado estragos nas vias públicas. Muitos buracos em Aracaju, que implicam um trabalho sério e recursos financeiros dispendiosos. Mas assim como foram enfrentados os problemas nos últimos seis meses, continuaremos fazendo ao longo dos próximos anos. Aposto na boa administração do prefeito Edvaldo", ressaltou.

|Fonte: PMA
|Foto: Marco Vieir

 

comercio


Mesmo não sendo feriado, o comércio em geral no Estado de Sergipe fechará neste sábado, dia 24 de junho. É o que informa a Federação dos Empregados no Comércio e Serviços de Sergipe (FECOMSE).

De acordo com o presidente Ronildo Almeida, a determinação da não-abertura de todos os estabelecimentos comerciais está acordada na Convenção Coletiva de Trabalho de 2017 da categoria. A definição atende a uma proposta dos trabalhadores de antecipar as comemorações pelo Dia dos Comerciários, originalmente celebrado em 30 de outubro, para coincidir com a tradicional festa nordestina do dia de São João, 24 de junho.

“Esta é uma decisão da categoria, que optou por antecipar as comemorações pelo Dia dos Comerciários para agora, no dia de São João, por ser uma festa marcante e tradicional para o povo sergipano, e não ser feriado oficial. A reivindicação esteve na pauta das discussões da Convenção Coletiva de Trabalho de 2017, sendo negociada com os sindicatos patronais, ficando então acordado o fechamento do comércio no dia 24, como já ocorrido em anos anteriores”, explicou Almeida.



|Fonte: FecomSE

O Conselho Regional de Odontologia de Sergipe (CRO-SE) vem intensificando as atividades de fiscalização em todo o estado, e inicia uma nova fase com ênfase nas clínicas privadas. Na última semana, a entidade realizou diligências a quatro estabelecimentos de atendimento odontológico no centro da capital sergipana, indicando adequações de diversas ordens aos seus proprietários. Após o prazo estabelecido, uma nova diligência é realizada para averiguar o cumprimento das orientações.

Segundo o conselheiro Erickson Palma Silva, além das condições físicas e de recursos humanos dos locais, estão sendo observadas situações que infrinjam o Código de Ética Odontológico. “Temos feito, inclusive, algumas ações junto aos profissionais da Odontologia para alertá-los sobre a importância de seguir o Código, evitando assim infrações éticas decorrentes de propaganda irregular, aliciamento indevido de pacientes, etc.”. Ainda de acordo com Erickson, um dos instrumentos utilizados pelo Conselho para conscientizar os profissionais são as campanhas relacionadas ao uso indevido de redes sociais e internet para publicidade ilegal.

“Há algumas infrações recorrentes nas redes sociais, como a publicação de imagens de antes e depois, divulgação de serviços gratuitos, preços e formas de pagamento, fotos com pacientes na cadeira, entre outras desobediências ao Código que configuram comercialização da Odontologia e aviltamento da profissão. O Código deve ser seguido corretamente”, pontuou.

O Capítulo XVI do Código de Ética Odontológico normatiza a atividade de comunicação para a finalidade de anúncios, propaganda e publicidade pelos cirurgiões-dentistas, tanto para pessoas físicas quanto jurídicas, e preconiza, inclusive que “pela publicidade e propaganda em desacordo com as normas estabelecidas no Código, respondem solidariamente os proprietários, responsável técnico e demais profissionais que tenham concorrido na infração, na medida de sua culpabilidade”.

Até o final de 2016, o CRO-SE contabilizou o total de 266 estabelecimentos de atendimento ao público fiscalizados na capital e no interior do estado, dos quais 30 foram particulares e 236 eram estabelecimentos públicos de saúde. Ao todo, 36 municípios sergipanos receberam diligências do Conselho, que orienta adequações estruturais e verifica o cumprimento das normas da Anvisa nessas localidades, com a finalidade de garantir a segurança e a qualidade do serviço odontológico prestado à população.

 

|Fonte: CRO-SE

Sobre Nós

O Soma Notícias é um projeto voltado para garantir que a notícia chegue até o leitor de forma qualificada, com a confiabilidade necessária, numa forma de reportar à toda sociedade assuntos que são de interesse público. Como vivemos um momento diferenciado na comunicação, em que a importância de quem consome a notícia é mais valorizada do que nunca, o Soma Notícias vem para se somar ao objetivo de termos uma sociedade cada vez mais justa, plural e ciente de que os direitos e os deveres dos cidadãos se aplicam a todos, sem exceção. E isso só é possível se tivermos acesso a uma gama de informações confiáveis, que não abram espaço para a dúvida quanto a sua procedência. Essa é a missão do Soma Notícias. E é para executá-la que aqui estamos!

Newsletter

Deixe seu melhor e-mail para receber novidades e/ou promoções.
Somos contra Spam!