Cultura

Encontro cultural de laranjeiras

Estão abertas as inscrições para seleção de três espetáculos para se apresentar no Simpósio do XLIII Encontro Cultural de Laranjeiras. A seleção visa contratar espetáculos profissionais, com duração mínima de 40 minutos, adultos ou infantis, em quaisquer áreas, que representem o tema da 43ª Edição do Encontro “Nosso palco é na rua”, cujo tema tem como foco apresentações populares que essencialmente acontecem na rua.

O cachê por apresentação será de até R$ 5.300 (cinco mil e trezentos reais) e cada artista/companhia selecionada poderá realizar uma apresentação. Os materiais para realização do espetáculo, tal como cenário, projetor, máquina de fumaça, boxtruss, iluminação, técnicos, carregadores, lona, microfones, bem como transporte até o local da apresentação são de inteira responsabilidade do grupo selecionado.

De acordo com a diretora de projetos da Secult, Tiara Camera, é importante que os interessados leiam atentamente todos os detalhes do edital. “Temos algumas exigências que caso não atendidas podem desclassificar o proponente, por isso, pedimos atenção e cuidado da hora da inscrição”, frisa.

As inscrições serão realizadas on-line, no período de 08 a 20 de dezembro, através de preenchimento dos formulários, disponíveis on-line no endereço https://goo.gl/pXMivU. As dúvidas em relação ao edital devem ser encaminhadas por e-mail no endereço O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelo telefone (79) 3198-7806, no máximo até dois dias úteis antes do encerramento do edital. Já atendimento de dúvidas presenciais será realizado no horário das 9h às 12h, no Núcleo de Projetos Culturais da Secretaria de Estado da Cultura, também no máximo em até dois dias úteis antes do encerramento do edital.

| Fonte e foto: Secult

sãofrancisco

Crianças, adolescentes e idosos da Associação de Assistência Social São Francisco de Assis, em Umbaúba, apresentam, no próximo dia 21 de dezembro, o espetáculo “No Fundo do Mar”. A ONG, que desenvolve um trabalho de inclusão social -- através da dança, música e teatro -- com pessoas de diversas faixas etárias no município, desta vez, levará ao palco 134 bailarinos, além de um conjunto de cordas. Todos os participantes são alunos dos cursos de balé clássico, danças culturais e iniciação musical e teatral oferecidos pela instituição.

A coreógrafa e diretora do espetáculo, Natiane Santana, revela que, este ano, os estudantes contarão, em cena, as aventuras de Cristal pelo oceano. “Ela é uma pequena pérola que estava cansada de viver dentro da concha e, por causa disso, resolve explorar os encantos do mar. Então, um dia, ela decide se aventurar e sai vagando pelo oceano. Nessa aventura, ela começa a conhecer outros ambientes, se depara com perigos e momentos bastante divertidos. Mas, depois da longa viagem, acaba percebendo que o melhor lugar é a sua própria casa. É ali que ela se sente realmente feliz e segura”, relata.

A mensagem principal, segundo a coreógrafa, é mostrar ao público a importância do lar. “Precisamos alertar às nossas crianças – e também ao público – sobre o real valor das pequenas coisas. Daquilo que, muitas vezes, não damos a devida importância, como o aconchego do lar, da família e dos amigos verdadeiros. É justamente essa lição que Cristal aprende e que todo o espetáculo tenta transmitir”, acrescenta.

A apresentação será na praça de eventos do município, às 19h, com entrada gratuita.

|Por Soma Notícias
|Foto: Divulgação

FASC 2017
Nos dias 01, 02 e 03 de dezembro acontecerá o Festival de Artes de São Cristóvão (FASC) abrangendo uma programação cultural em todas as áreas (música, dança, literatura, audiovisual, artes plásticas, folclore e teatro). Depois de 12 anos de um hiato significativo para o cenário artístico sergipano, o evento retorna para a 34ª edição respaldado pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), além dos apoios do Governo de Sergipe, do Tribunal de Contas do Estado, da Serviços Gráficos de Sergipe (Segrase), Fecomércio, Caixa Econômica Federal, Banese, Jaguar, Viação Progresso, Ministério da Cultura e Ministério do Turismo.

“Por ter vivido todo esse momento do FASC em seus tempos áureos, encaramos esse retorno como uma obrigação para com a população de nossa cidade, e com o cenário cultural de nosso estado. O festival não se trata apenas de um momento com música, mas sim um movimento cultural que consolidou diversos aspectos culturais de Sergipe. Depois de 12 anos retomamos essa tradição com a perspectiva de que continuemos pelos próximos anos, sempre aumentando nosso campo de atuação”, frisou o prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana.

FESTIVAL DE ARTES DE SÃO CRISTÓVÃO (FASC) – programação completa:

- Dia 30 de novembro (quinta-feira)

Fórum Pensar São Cristóvão 2017 (evento da USF para discutir o cenário cultural sancristovense e estadual), às 14h, no Salão dos Carmelitas, Centro Histórico da sede. Inscrições on-line pelo link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScFPG3qa6Kml0BpoGgmAXggKtM27rwtCxHsqae2g2TIWmHBTw/viewform?c=0&w=1 ou no dia do evento (uma hora antes de iniciar, no local da realização do fórum).

- Dia 01 de dezembro (sexta-feira)

PALCO JOÃO BEBE-ÁGUA (PRAÇA SÃO FRANCISCO)
16h - Encontro de Grupos Folclóricos         
18h - Imbuaça
19h - Solenidade de entrega das Medalhas do Mérito Cultural                            
20h - ORSSE  
22h - Mestrinho        
23h30 - Chiko Queiroga e Antônio Rogério
01:h - Otto                                      

PALCO FREI SANTA CECÍLIA (PRAÇA DO CARMO)
17h - Vaca Profana – Grupo de Dança e Performance da UFS       
18h - Lucas Campelo
19h30 - Águas de Oxalá (Grupo Mafuá)     
20h - All That Jazz (Theniza Melo Companhia de Dança)  
21h - Werden & Os Pedestres
22h30 - Cidade Dormitório  
00h - Nanã Trio                                                        

SALÃO DE LITERATURA JOSÉ AUGUSTO GARCEZ (BIBLIOTECA LOURIVAL BAPTISTA, PRAÇA SÃO FRANCISCO)*        
14h às 18h - Feira de Livros da Segrase                             
14h - Breve histórico sobre José Augusto Garcez com o historiador Silvaney Silva Santos
14h30 - Recital de Poesias de José Augusto Garcez          
15h - Duo de violão e flauta, com Diego Lima
15h40 - Performance teatral “Vida de Pescador”, com estudantes do Colégio Estadual Pe. Gaspar Lourenço
16h - Bate-papo com Jucimara Contreiras (vencedora da Olimpíada da Língua Portuguesa 2016)
17h - Lançamento de livros de autores sergipanos
*Sorteio de dez livros entre os visitantes do Salão (Oferecimento da UFS)                                             

ROTEIRO DE IGREJAS - POETA JOÃO FREIRE RIBEIRO                                       
- Igreja Nossa Senhora da vitória - Praça da Matriz         
20h - Coral da Unimed                                
20h30 - Coral do IBGE                                             
21h - Coral Canta Vozes                                                                      

- Igreja Nossa Senhora do Amparo (rua Messias Prado)
19h - Camerata de Violões
20h - Canto Lírico (Conservatório de Música)
20h30 - Canto Popular (Conservatório de Música)

CORTEJOS - CAMINHOS DE MESTRE RINDÚ*
08h - Banca Filarmônica do Corpo de Bombeiros
15h30 - Banda Filarmônica da PM  
17h - Grupos Folclóricos: Reisado Senhor dos Passos, Samba de Coco da Paz, Caceteiras de São Cristóvão, Samba de Parêa de Laranjeira, Banda de Pífano de Aracaju.*                                           

CINE TRIANON (PRAÇA DA MATRIZ)     
17h - Mostra Curta-SE Festivalzinho                       
17h30 - Brado Retumbante             
18h - Operação Cajueiro                 
18h30 - Mesa Vermelha                   
19h47 - Cine Debate                                                               

TEATRO MARIANO ANTÔNIO (COLÉGIO ELIC)*  
19h - Gali: em busca da natureza perdida (Triopulante)                           
20h30 - Dom caixote: uma viagem pelo imaginário popular (Coletivo Teatro Mala)                                                  

SALÃO DE ARTES VISUAIS JENNER AUGUSTO (CASA PAROQUIAL - PRAÇA DA MATRIZ)    
Artistas: Paulo Sérgio Cronos, Fabio Sampaio, Márcio Garcez, Thiago Campelo, Beto Ribeiro, Marcelo Roque, Claudia Nên, Buga, Nivaldo Oliveira, Coletivo Rever, Crec Leão e Anderson Camilo.                             

SALÃO DE ARTES VISUAIS VESTA VIANNA (VIGÁRIO BARROSO - PRAÇA DA MATRIZ)                    
Artistas: Mozart Daltro, Ricardo Lins, Nelson Pastor, Jorge Luiz Barros e Rubens Maia.            

EXPOSIÇÕES
- Museu de Sergipe
Exposição Museu do Homem Sergipano                            
Exposição 100 anos do Cultart                                
Exposição Fasc em Cartaz                           
Exposição Centenário de Aracaju, de Waldemar Lima                              
Um sergipano na Belle Époque, Cândido Aragônez de Farias                                                                        

OFICINAS
14h às 17h - Aplicação de exercícios corretivos na Praça São Francisco (dias 01, 02 e 03)
16h - Sábado Negro – Capoeira na Praça São Francisco (dia 02)  
17h30 às 22h30 - Observatório Astronômico na Praça da Bíblia (dias 01, 02 e 03)     

HACKATON CARMELITA (PROFISSIONAIS DE COMPUTAÇÃO, ESTUDANTES, REPRESENTANTE DA PREFEITURA E MORADORES)
O Campus Party objetiva desenvolver soluções, por meio de aplicativos e softwares, para demandas dos moradores nas áreas de Desenvolvimento, Educação, Gerenciamentos de Riscos, Gestão Ambiental, Gestão de Informação, Infraestrutura, Saúde, Segurança, Trabalho e Geração de Renda, Turismo e Cultura, no Paço Municipal (de 30/11 a 3/12).​


- Dia 02 de dezembro (sábado)
        
PALCO JOÃO BEBE-ÁGUA (PRAÇA SÃO FRANCISCO)                             
16h30 - Alma de Artista (Nelson Santos Cia de Dança)
17h - Olé! (Espaço Forma Escola de Dança)
18h - Mamulengo de Cheiroso
19h - Patrícia Polayne
20h30 - Os Filhos dos Caras
22h30 - Margareth Menezes
00h - Joésia Ramos                                      

PALCO FREI SANTA CECÍLIA (PRAÇA DO CARMO)
16h - Brinquedolê
17h15 - Se tu 'consegue' mexer, consegue dançar  - Grupo de Dança Free Step
17h30 – Extase – Escola de Dança Rick Di Karllo
18h30 - Kleber Melo
20h - Heitor Mendonça
21h30 - Plástico Lunar
23h - Mestre Madruguinha
00h30 - Reação

SALÃO DE LITERATURA JOSÉ AUGUSTO GARCEZ (BIBLIOTECA LOURIVAL BAPTISTA, NA PRAÇA SÃO FRANCISCO)*  
14h às 18h - Feira de Livros da Editora UFS (R$10 cada livro)                  
14h às 18h - Feira de Livros da Segrase                 
14h – Oficina de História em Quadrinhos, com André Comanche
15 – Lucas Jamaica e violão
16h - Contação de Lendas de São Cristóvão com a ASCLE 
18h – Sorteio de dez livros entre os visitantes do Salão (oferecimento da UFS)  

ROTEIRO DE IGREJAS (POETA JOÃO FREIRE RIBEIRO)
- Igreja Nossa Senhora da Vitória (na Praça da Matriz)   
16h - Filarmônica Luis Ferreira Gomes (Rosário do Catete)          
17h - Filarmônica de Japaratuba
18h - Filarmônica de Siriri
20h - Coral Vozes da Vitória
20h30 - Coral Sindvoz
21h - Coral Vox Populi
21h30 - Coral Leozírio Guimarães
22h - Coral Harmonia da Embrapa e Codevasf                                      

- Igreja Nossa Senhora do Amparo (rua Messias Prado)
16h - Filarmônica Sancristovense
17h - Renantique
18h - Filarmônica de Capela
19h - Filarmônica de Maruim
19h30 - Essemble de Saxfone do Conservatório de Música

CORTEJOS - CAMINHOS DE MESTRE RINDÚ                             
10h - Cacumbi
11h - Pisa Pólvora de Estância
15h – Reisado da Paz
15h30 - Afoxé di Preto
16h - Reisado de São Cristóvão
17h - Parafusos                                           

CINE TRIANON (NA PRAÇA DA MATRIZ)
17h - As Aventuras de Seu Euclides
17h45 - Indonnu
18h - Contagem Regressiva
19h40 - Cine Debate                          

TEATRO MARIANO ANTÔNIO (COLÉGIO ELIC)                                   
18:00 - Senhora dos Restos (Dicuri Produções)
19:30 - Máscaras (Teatro Erukerê)
20:30 - Os Tambores de Brecht (Cia de Teatro UFS)                                            

EXPOSIÇÕES
- Museu de Sergipe
Exposição Museu do Homem Sergipano
Exposição 100 anos do Cultart
Exposição Fasc em Cartaz
Exposição Centenário de Aracaju (Waldemar Lima)
Um sergipano na Belle Époque (Cândido Aragônez de Farias)                 

- Museu de Arte Sacra
Exposição Figure-se (Gladston Barroso)
8h às 16h - Workshop Tapetes Vocacionais (gratuito)

- Espaço D'Época
19h - Exposição Emblemáticos (Beto Ribeiro)
19h - Renantique

Dia 03 de dezembro (domingo)
PALCO JOÃO BEBE-ÁGUA (PRAÇA SÃO FRANCISCO)                                        
16h - Um novo mundo (Grupo de Dança Nova Era 30')
16h30 - Coletivo Afro de Sergipe Ginká
17h30 - Os Cavaleiros da Triste Figura (Boca de Cena)
18h30 - Sanfônica
20h - Lacertae
21h30 - The Baggios
23h30 - Nação Zumbi                                     

PALCO FREI SANTA CECÍLIA (PRAÇA DO CARMO)
14h30 - Chamem todas as Marias (Grupo de Dança Aldeia Mangue)
15h – Cística – sobre os Mitos do Sangrado Feminino – Paula Amado
16h - Ferdinando Blues Trio e Mateus Santana
17h30 - Naurêa
19h - Trem do Samba (com Marquinhos de Oswaldo Cruz e Tia Surica da Portela)
21h - Os Tabaréus
23h - Zé Tramela

SALÃO DE LITERATURA JOSÉ AUGUSTO GARCEZ (BIBLIOTECA LOURIVAL BAPTISTA, NA PRAÇA SÃO FRANCISCO)
14h às 18h - Feira de Livros da Segrase
14h - Roda de conversa Izabel Nascimento (presidente da Academia Sergipana de Cordel)
15h - Oficina de Xilogravura de capa de cordel para cordelistas (Nivaldo Oliveira)
16h - Varal Poético com Alda Cruz
18h - Sorteio de dez livros entre os visitantes do Salão (Oferecimento da UFS)

ROTEIRO DE IGREJAS (POETA JOÃO FREIRE RIBEIRO)
- Igreja Nossa Senhora da Vitória (Praça da Matriz)        
15h - Banda Popular Filarmônica de Lagarto
15h30 - Filarmônica de Laranjeiras
16h - O Corcunda de Notre Dame (Cia de Artes Tetê Nahas)
20h - Coral Jesus Gonçalves

CORTEJOS (CAMINHOS DE MESTRE RINDÚ)
10h - Samba de Coco do Mosqueiro
11h - Batalhão de Bacamarteiros de Carmópolis
15h - Burundanga
15h30 - Carimbó Coqueiros
16h30 - Taieira de São Cristóvão

CINE TRIANON (PRAÇA DA MATRIZ)     
17h - Mostra Curta-SE Festivalzinho
17h30 - O Arquivo de Ivan
17h45 - Hotel Palace
18h15 - A fina Malha do Tempo
18h30 - Um Operário do Cinema
18h45 - Doce Exílio
19h - Madona e a Cidade Paraíso

TEATRO MARIANO ANTÔNIO (COLÉGIO ELIC)    
17h30 - Vulcão - Grupo Caixa Cênica
19h - De que lado você está - Cia de Teatro Pro Cena
20h - Presentemente eu posso me considerar um sujeito de sorte (base poética Belchior) - Dep. Teatro UFS.

EXPOSIÇÕES
- Museu de Sergipe
Exposição Museu do Homem Sergipano
Exposição 100 anos do Cultart
Exposição FASC em Cartaz
Exposição Centenário de Aracaju, de Waldemar Lima
Um sergipano na Belle Époque, Candido Aragonez de Farias                           

- Museu de Arte Sacra
Exposição Figure-se (Gladston Barroso)

- Espaço D'Época
Exposição Emblemáticos (autor: Beto Ribeiro)


|Fonte: Prefeitura de São Cristóvão

Armandinho Ossos do Ofício Foto Arte Funcaju

Aproveitar os espaços e potencialidades culturais da capital é o que mais a Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju) tem feito ao longo de 2017. Contemplando o ritmo de atividades que vêm sendo desenvolvidas, durante esta semana, a fundação tem uma ampla programação que engloba três projetos importantes e uma apresentação entre os dias 29 deste mês e 1º de dezembro. 

A ideia primordial é agregar valores culturais acessíveis a todos os gostos e para toda a população. "Esta será uma semana muito movimentada com ações promovidas pela Funcaju. Esse é o resultado de muito esforço de uma equipe que se dedica diariamente para levar atividades culturais de qualidade para o povo aracajuano. Então, a programação desta semana se resume ao Quinta Instrumental, o Ocupe a Praça, apresentação das crianças da turma de Musicalização Infantil da Escola de Arte e ao programa Ossos do Ofício, que trará Armandinho. Tem atividade para o gosto de todos", explicou Silvio Santos, presidente da Funcaju.

Para abrir as atividades da semana, na quarta-feira, 29, às 19h, na praça General Valadão, o Ocupe a Praça abrirá espaço para a poesia, um seguimento cultural que, até então, não havia sido intensamente explorado pelo projeto. "Teremos um ciclo de poetas e poetisas e exibiremos um filme sobre Augusto dos Anjos. Na música, contaremos com o Inspira Sons que é um projeto de poesia musicalizada. A ideia é homenagear a poesia, um dos seguimentos de muita importância na cultura sergipana e que não tínhamos dado espaço no Ocupe", explicou Carolina Westrup, coordenadora do Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira, responsável pela Ocupe a Praça. Esta edição do projeto contará com a curadoria da equipe do Transtorno Poético. 

A quinta-feira, 30, será marcada por dois momentos que se complementam por falarem e expressarem música. Entre as 16h e as 18h, na Escola de Artes Valdice Teles, acontecerá a audição final da produção do segundo semestre dos alunos do curso de Musicalização Infantil. Através do canto, da flauta doce e do teclado, as crianças apresentarão canções populares e do período clássico com o objetivo de angariar a experiência de diálogo com o público.

"Todo o processo artístico se completa com a relação com o público. Então, trabalhar esse frio na barriga, essa ansiedade, conseguir se concentrar com uma série de focos atuando no momento da apresentação é um momento de concretização do aprendizado. Além disso, também será um momento de confraternização entre os pais, os acompanhantes das crianças que estão sempre presentes, um momento de interação. A gente sabe que a presença dos pais é um fator estimulante para as crianças, então, nosso intuito é unir todos esses fatores para a concretização do trabalho", destacou Giuliana Maria, coordenadora da Escola de Artes. 

No mesmo dia, às 19h, o Quinta Instrumental, projeto desenvolvido no Centro Cultural de Aracaju, terá a apresentação do grupo sergipano Ítalo Neno Trio formado pelo pianista Ítalo Neno, que comanda e dá nome ao grupo, o baterista Odílio Saminêz, o contrabaixista Denisson Cleber e possui participações do trompetista André Lima e do guitarrista Kelvin Farias. A apresentação faz parte do projeto desenvolvido pela Funcaju que, toda quinta-feira, de forma gratuita, difunde diferentes artistas da música instrumental. 

Para fechar a semana regada a cultura, na sexta-feira, 1º de dezembro, o projeto Ossos do Ofício traz uma dos mais respeitados artistas brasileiro, Armandinho, filho de Osmar Macêdo (da dupla Dodô e Osmar), músico e idealizador do símbolo do carnaval baiano, o trio elétrico. A partir das 19h, no Centro Cultural de Aracaju, o instrumentista, compositor e cantor baiano falará sobre sua trajetória, as técnicas da guitarra baiana e do bandolim, no frevo e no choro, respectivamente. O artista demonstrará as técnicas ao vivo. 

"É um gênio criativo. Tem uma bagagem cultural que certamente contribuirá com o projeto. É muito experiente e respeitado, tem uma grande trajetória no mundo das artes e com certeza tem muito a ensinar", destacou Silvio Santos. 

|Fonte: Assessoria de Comunicação
|Foto:  Divulgação
  

24133705 1665791963479939 1366497395 n

Espalhar pelo mundo sua paixão pela escrita teatral. Muito provavelmente, este é um dos maiores desejos da vida do premiado escritor Euler Lopes. O jovem dramaturgo, consagrado na cena sergipana com obras como “Ela esteve Aqui”, “Menina Miúda” e “O Conselho”, agora mergulha, definitivamente, no universo literário com o livro “10 Afetos”. O lançamento será no dia 29 de novembro, às 19h, no Museu da Gente Sergipana.

Na publicação, que reúne dez textos criados entre os anos de 2010 e 2015, o autor apresenta todo seu talento narrativo em materiais já conhecidos pelo público e, também, produções inéditas. O livro conta, ainda, com o texto original de “O Conselho”, que já havia sido publicado pelo Serviço Social do Comércio (Sesc), após Lopes ter vencido o 3º Concurso Jovens Dramaturgos.

O autor, que é mestre em Estudos Literários, pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), considera o livro como a realização de um sonho. “Essa é a oportunidade de ver registrado todos os textos que escrevi em 5 anos. O que é muita coisa para pouco tempo. Uma felicidade em saber que outras pessoas vão poder ler ] e saber que eles estão reunidos para a posteridade, incentivando a leitura de dramaturgia. É um livro que tem um tempão que estou batalhando pra sair e vê-lo é inexplicável”, comenta.

A obra traz, ainda, discussões importantes ligadas as complicações das relações homoafetivas -- em “O vizinho do 203” -- e causos de relacionamentos obsessivos, descritos em “Xipófagos”. Mas, também, leva o leitor a refletir sobre a vida, com “O vômito”.

“10 Afetos” também conta com “Senhora dos restos”, um dos monólogos mais premiados do teatro sergipano.

Realização

O projeto é uma realização do grupo de teatro “A Tua Lona” com patrocínio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e do Fundo de Desenvolvimento Cultural e Artístico (Funcart), através do Edital de Apoio a Projetos Culturais de Demanda Espontânea, e tem apoios do Instituto Banese e Museu da Gente Sergipana.

O livro conta com ilustrações da designer Isabela Ewerton, que foram criadas a partir da leitura de cada texto.

|Por Soma Notícias
|Foto: Divulgação

Exposição Art In Africa

Nesta quinta-feira, 23, será aberta a exposição Art In África, no Centro de Arte e Cultura J. Inácio da secretaria de Estado da Inclusão Social – localizado na Orla de Atalaia, com 60 peças originais do continente africano, integrantes do acervo pessoal de Guga Viana, diretor da casa.

De acordo com ele, o acervo completo é composto por 2.500 peças, reunidas durante os mais de 10 anos em que residiu na África. “Tive o privilégio de morar em diversos países do continente e me apaixonei pela cultura maravilhosa que eles têm. As peças são de uma beleza rara, trazendo consigo a força e a representatividade mística de uma religiosidade pujante”, disse Guga.

A exposição, cuja vernissage acontece às 19h desta quinta, faz parte das ações do Centro de Arte e Cultura J. Inácio para o mês da Consciência Negra. Compondo essa programação, já foi inaugurada na última segunda, 20, a Feira da Consciência, reunindo artesanato, gastronomia, música ao vivo (de quinta a domingo), além de apresentações da cultura popular.

Ao todo, são 65 expositores, entre os quais se destacam artesãos vindos de comunidades quilombolas e indígenas. Um prato cheio para os amantes da cultura e da diversidade. A Feira da Consciência permanece em funcionamento até o final do mês, de segunda a segunda, das 16h às 22 – mesmo horário em que estará aberta a exposição Art In África.


|Fotos: Pritty Reis

Exposição Art In Africa 2

Exposição Art In Africa 3

22218653 877681855713845 4089495089368047625 o

A magia da dança fará da noite de 18 de dezembro, no Teatro Tobias Barreto, uma explosão de emoções com o espetáculo ‘Como se Faz um Conto de Fadas?’, da Fluence Danças. O evento marca o fim do ano letivo na escola de dança dirigida pela bailarina Catarina Hora, e apresentará coreografias criteriosamente elaboradas e baseadas em clássicos das histórias infantis, levando o público a viajar para um mundo encantado, de muitas aventuras, romances e diversão.

Para todas as idades, o ‘Como se Faz um Conto de Fadas’ é o momento em que os professores e os alunos, do nível iniciante ao avançado, talento e as técnicas trabalhadas durante o ano de 2017. A intenção é estimular e levar todos os presentes a soltarem a imaginação e, ao mesmo tempo, refletirem sobre os verdadeiros valores, tudo isso através da arte da dança.

Durante o espetáculo serão apresentados ritmos como a Dança do Ventre, o Jazz Dance, o Ballet, a Dança Cigana, a Dança de Salão, o Tribal e o Sapateado. 

|Fonte: Assessoria de Comunicação
|Foto: Divulgação

Museu Afra Brasileiro 1 624x416
Em alusão e respeito ao Dia Nacional da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro, o Museu Afro-Brasileiro de Sergipe lançará na próxima quarta-feira, 22, a Exposição “Ancestralidade Viva”. A mostra, promovida pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult), traz esculturas de argila, metal e cimento produzidas pelo artista visual Ofá Modê.
 
Segundo o artista, a base de suas peças vem da argila, embora ela não seja visível. Essa ideia conota a forma como as pessoas veem o outro, muitas vezes sem notar sua ancestralidade. “A arte tem esse papel de eternizar, dar forma, fazer durar momentos e movimentos de criação. Cada peça tem uma história, que talvez nunca se saberá qual é, como num segredo sagrado entre o artista e a obra”, argumenta.
 
O Museu está localizado em Laranjeiras, um dos municípios com maior representatividade da cultura afro do Estado, por conta de sua história. Na exposição ‘Ancestralidade Viva’, cada obra tem sua especificidade, atualizando qualidade e elementos de uma entidade do culto afro brasileiro, mas precisamente da nação Ketu Nagô.
 
No lançamento da exposição, o artista participará de uma roda de conversa sobre as religiões de matriz afros com os alunos da Escola Estadual Zizinho Guimarães. O evento está marcado para as 09 horas, e é aberto ao público.
 
Sobre o artista
Josemir da Silva Costa, o Ofá Modê, nasceu em Recife, em 23 de fevereiro de 1977. Morou em Olinda até os 24 anos de idade. Mudou-se para Sergipe no ano de 2000, aonde vive até então. Sua ligação com a arte e a cultura afro-brasileira vem da relação com o candomblé, onde recebeu o seu urukó (nome de santo): Ofá Modê. Já participou de diversas exposições com obras estão distribuídas nos estados de Sergipe, Bahia e no Distrito Federal, Alagoas e São Paulo.

|Fonte: ASN 

Sobre Nós

O Soma Notícias é um projeto voltado para garantir que a notícia chegue até o leitor de forma qualificada, com a confiabilidade necessária, numa forma de reportar à toda sociedade assuntos que são de interesse público. Como vivemos um momento diferenciado na comunicação, em que a importância de quem consome a notícia é mais valorizada do que nunca, o Soma Notícias vem para se somar ao objetivo de termos uma sociedade cada vez mais justa, plural e ciente de que os direitos e os deveres dos cidadãos se aplicam a todos, sem exceção. E isso só é possível se tivermos acesso a uma gama de informações confiáveis, que não abram espaço para a dúvida quanto a sua procedência. Essa é a missão do Soma Notícias. E é para executá-la que aqui estamos!

Newsletter

Deixe seu melhor e-mail para receber novidades e/ou promoções.
Somos contra Spam!