Especial

O plantio do coco verde (confira a primeira matéria da série especial COCO EM SERGIPE) oferece a possibilidade de consorciação com outras culturas. Por ser uma cultura perene, ela pode ser consorciada a culturas temporárias, como feijão, milho, girassol, etc. Com a leguminosa existe, inclusive, uma relação de beneficiamento. “A gliricídia promove cobertura morta para o solo, retendo a umidade e beneficiando o coqueiro. A lógica de um consórcio pode se referir ainda ao aporte de nitrogênio de uma leguminosa para o coco. E nos casos de culturas para alimentação animal, forrageira, por exemplo, já se entra com uma segunda fonte de renda, uma consorciação lavoura-pecuária do coqueiral”, aponta o pesquisador Ronaldo Resende, chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa Tabuleiros Costeiros.

Segundo o pesquisador, intercalar outra cultura entre as linhas do coco é uma opção, sobretudo no período após o plantio. “O coco ainda vai levar de dois a três anos para começar a dar comercialmente. Nesse período, o pequeno agricultor precisa comer. E mesmo depois do coco estabelecido como cultura, é possível manter ali uma segunda renda”, sugere.

Parte dos estudos conduzidos pela Embrapa busca identificar as culturas que se comportam melhor e em harmonia dentro do consórcio do coco, a partir de parâmetros técnicos, como o melhor espaçamento com o milho, com o feijão; a quantidade de pés de feijão que podem entrar numa parcela entre linhas de coco de forma que não entrem em competição, não roubem água e nutrientes do coco, etc.

A depender da região, essas culturas podem se utilizar do sistema de microaspersão, mas não outro tipo de irrigação. “No máximo, na linha de planta entre plantas, mas entre linhas não, porque se aproveitaria pouco. Por isso não dá para imaginar como uma cultura irrigada. Teria que se associar o coco a cultivo de inverno, que aproveita o tempo de chuva da região. Às vezes acontece consorciação de fruteira com fruteira. Temos experimentos coqueiro e banana, ou coqueiro e mamão, mas na linha, tentando deslocar um pouquinho o microaspersor para que ele possa atender tanto ao coqueiro, quanto à bananeira e ao mamoeiro, mas sem prejudicar”, conclui Ronaldo Resende.


Consorciação COCO SAULO COELHO

|Por Rebecca Melo - Equipe Soma+
|Fotos: Saulo Coelho

Coco GERAL SAULO COELHO

Sergipe é o terceiro maior produtor de coco verde irrigado do país, possuindo 5 mil hectares de coqueiro anão | Foto: Saulo Coelho


O menor estado do Brasil se destaca entre os três maiores produtores de coco verde do país. Atrás apenas da Bahia e do Ceará, estados com extensão territorial muito superior, Sergipe abriga 5 mil hectares dos 150 mil dedicados à plantação do Coqueiro-Anão em todo o território nacional, e se projeta internacionalmente por possuir o maior Banco de Germoplasma da América Latina. Nele, estudos e melhoramentos genéticos são realizados pela Embrapa Tabuleiros Costeiros, a fim de conservar e adaptar as espécies à máxima eficiência produtiva com o menor uso de água possível.

Advindo do ecotipo Coqueiro-Anão e utilizado para fins de produção de água, o coco verde está concentrado principalmente na região do Platô de Neópolis, distrito de irrigação localizado no Baixo São Francisco sergipano, na região norte do estado. Dos 5 mil ha existentes em Sergipe, Neópolis abriga entre 2 e 3 mil. O restante da produção se concentra na baixada litorânea, com pequenas manchas em áreas interioranas, como Canindé de São Francisco, no Alto Sertão. 

Os Coqueiros-Gigantes, por sua vez, estão distribuídos ao longo de toda a região de tabuleiros costeiros de Sergipe. Produzido e colhido historicamente em propriedades antigas, o coco seco tem cultivo tradicionalmente caracterizado pela utilização de mão-de-obra mínima e tipicamente familiar. É o que afirma o pesquisador Ronaldo Resende, chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa. “Na realidade regional, o Coqueiro-Gigante representa toda a paisagem do Nordeste brasileiro, mas é praticamente uma cultura que, quando vai dando, o produtor vai colhendo. E que também sofre competição com outras culturas de commodities, que são mais interessantes economicamente”, analisa.

Coco FRUTO SAULO COELHO

Em oposição, o coco verde, que corresponde a cerca de metade de todo o plantio brasileiro, depende da irrigação para render. Com demanda hídrica relativamente alta para garantir a produtividade, o coco verde precisa de, aproximadamente, 170 litros de água de irrigação para cada litro de água de coco produzida, segundo Resende. “A nossa realidade local no Platô é a utilização de, em média, 150 litros de água de irrigação por planta, por dia. Mas são plantas com uma produtividade que justificam esse investimento. Já para o coco seco, a irrigação não costuma ser utilizada, não havendo ainda inclusive, trabalhos mostrando como ele se comportaria num regime irrigado”, comenta.

Segundo o pesquisador, para a produção do coco verde, a irrigação utilizada é basicamente o sistema de microaspersão. “Na irrigação localizada, a depender do calibre do microaspersor, chegamos a vazões de 70, 80, 90 litros por hora. Com a utilização de um gotejador, cujas vazões são na faixa de 2, 4, 6, 8 litros por hora a depender do modelo, fazemos a associação de vários gotejadores. Além da linha principal, é colocado um tubo mais fino redor da planta, para instalar os gotejadores, a fim de que o conjunto das vazões chegue ao volume desejado”, detalha.

Mas, irrigado ou não, o coco tem como característica a produção contínua. São floradas quase mensais, sobretudo no Coqueiro-Anão. Já no Coqueiro-Gigante, a prática comum é fazer a colheita trimestralmente ou quadrimestralmente. “O coco verde irrigado tem colheita contínua. Num regime desse, em uma produtividade razoável para a nossa condição de Nordeste, uma planta chega a dar 150, 200 frutos por ano, por planta. A nossa média é um pouco abaixo disso, temos uma produção de 120  a 130, e algumas propriedades chegam a 150, 160 frutos por planta/ano. Em apenas algumas pequenas áreas mais produtivas é que se chega a 180, 190 frutos”, conta Ronaldo Resende.

Na região de Semiárido, é possível se conseguir uma produtividade maior com o uso da irrigação, segundo o pesquisador, em virtude principalmente da luminosidade. “No semiárido temos mais energia, em termos de hora de Sol. Além do mais, na nossa região, a cultura está muito associada ao tipo de solo característico, que são solos mais pobres, com menor capacidade de armazenamento de água. Então, as condições edafoclimáticas são favoráveis à produção do coco, mas necessariamente com a irrigação – que, no Semiárido, é obrigatória. Nas regiões litorâneas, ela é altamente recomendada. Deixar de irrigar significa uma queda expressiva na produção. Se o produtor depender só do regime de chuvas, com certeza vai ter uma redução de 30 a 40% na sua produtividade”, explica Ronaldo.

Financiamento e aptidão
Irrigar, contudo, não é algo simples de se fazer, primeiramente, porque demanda algum investimento. O gerente executivo do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) do Banco do Nordeste em Sergipe, Volnandy Brito, explica que o BNB dispõe de uma série de linhas de financiamento para o mini, o pequeno, o médio e o grande produtor. “Estamos encerrando 2017 tendo investido cerca de R$ 100 milhões na agricultura familiar. Em 2018, nosso objetivo é manter essa performance de financiamento, pois o setor primário é que alavanca os demais setores da economia”.

Volnandy Brito BNBAtravés do Pronaf A, é possível que os produtores de Assentamentos de Reforma Agrária consigam recursos de até R$ 26,5 mil, sendo R$ 1,5 mil para assistência técnica e R$ 25 mil para a área produtiva. Já o Pronaf B possibilita que o agricultor familiar adquira financiamento de até R$ 5 mil, podendo chegar a R$ 15 mil pela metodologia do Agroamigo, sem a necessidade da escritura; ou até R$ 175 mil com escritura. O mini e o pequeno produtor, por sua vez, têm acesso a recursos entre R$ 360 mil e R$ 3,6 milhões; enquanto ao médio e ao grande produtor podem ser concedidas linhas de financiamento sem limite pré-estabelecido, com definição relacionada ao estudo de viabilidade e à garantia rural.

Ainda segundo Volnandy, um dos grandes entraves à produção irrigada em Sergipe é a dificuldade em se conseguir a emissão da declaração de aptidão. “Se o empreendimento pretender utilizar para a irrigação, água advinda de rio nacional ou águas subterrâneas, deverá ser licenciado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis-IBAMA; sendo local, é a Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) que autoriza e emitie a declaração de aptidão. A gente poderia financiar muito mais projetos de coco irrigado se não levasse tanto tempo para se conseguir isso. No final das contas, cerca de 90% dos projetos que financiamos são em regime de sequeiro”, detalhou.

É possível encontrar as diretrizes relativas a esse tipo de licenciamento na Resolução Nº 284, de 30 de agosto de 2001, do Conselho Nacional do Meio Ambiente – Conama, que dispõe sobre o licenciamento de empreendimentos de irrigação.

Participação relevante
Segundo o estudo que detalha as safras agrícolas do Brasil e do Nordeste em 2016 e 2017, elaborado pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste – ETENE, a produção brasileira em 2017 foi superior à de 2016, chegando a 1.768.744 (produção estimada em mil frutos). Destes, o Nordeste foi responsável por 1.311.582, número que revela o peso da cocoicultura para a região. Confira a fatia percentual de participação da produção do Nordeste na safra brasileira de Coco:


Grafico coco ETENE pizza safra

O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola – SIDRA do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE aponta que, em novembro, Sergipe foi o terceiro maior produtor (geral) de coco, com 230.646 (por mil frutos), logo depois do Ceará (262.226) e da Bahia (542.217), conforme representação gráfica a seguir:

Grafico coco IBGE disco por estado

|Por Rebecca Melo - Equipe Soma Notícias
|Fotos: Saulo Coelho e Rebecca Melo

atentado

Ao menos 40 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas nesta quinta-feira em um atentado contra um centro cultural xiita de Cabul. O grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou o atentado em um comunicado difundido por sua agência de propaganda Amaq. O ataque foi cometido três dias depois de um atentado suicida perto da sede da agência de inteligência afegã na capital que deixou seis mortos.

Os talibãs negaram anteriormente envolvimento no atentado desta quinta-feira, que também atingiu a Agência Voz Afegã, um meio de comunicação próximo ao local do ataque. “O alvo do ataque era o centro cultural Tabayan. Uma cerimônia acontecia para recordar o 38º aniversário da invasão soviética do Afeganistão no momento da explosão”, afirmou à AFP o porta-voz adjunto do ministério do Interior, Nasrat Rahimi.

A explosão foi seguida por outras duas, menos potentes, que não deixaram vítimas. “Há 40 mortos e 30 feridos. Não é o balanço definitivo, que ainda pode aumentar”, disse Rahimi.

O ministro delegado da Saúde, Ghulam Mohamad Paikan, de entrevista ao canal Tolo e citou “35 mártires e outros 20 feridos, todos civis, que faleceram em consequência das queimaduras provocadas pelo atentado”.

“Estávamos no corredor, na segunda fileira, quando a explosão aconteceu atrás. Eu não vi o homem-bomba. Depois da explosão, havia fogo e fumaça dentro do prédio e todos pediam ajuda”, afirmou Mohamad Hasan Rezayee, um estudante que ficou ferido no rosto e nas mãos.

“Foi o caos. Todos gritavam e choravam. As pessoas se tornaram vítimas do pânico. Todos pediam ajuda”, completou.

Rezayee afirmou que entre as vítimas estão mulheres e crianças.

As fotografias publicadas na página do Facebook da agência Voz Afegã mostram a redação transformada em uma pilha de escombros e alguns corpos no chão. O ministério da Saúde anunciou um balanço inicial de quatro mortos e o hospital Istiqlal confirmou ter recebido 18 feridos. “Cinco deles estão em situação crítica e nossos médicos tentam salvar suas vidas”, afirmou Sabir Nasib, diretor geral do centro médico.

Este foi o mais recente de uma longa lista de atentados em Cabul, uma das cidades mais perigosas do planeta. No dia 31 de maio, um caminhão-bomba matou 150 pessoas e deixou 400 feridos na capital do Afeganistão.

O grupo extremista Estado Islâmico (EI), que reivindicou o atentado de segunda-feira perto da sede do serviço de inteligência, executou recentemente vários ataques no Afeganistão, sobretudo contra a minoria xiita em Cabul. Os talibãs também atacam regularmente as forças de segurança do país.

|Fonte: Istoé
|Foto: AFP

O número de mortes em acidentes nas rodovias federais no feriado de Natal caiu 30% na comparação com o mesmo período de 2016. Este ano, foram 79 mortes, ante 113 no ano passado, segundo balanço divulgado na última terça-feira, dia 26, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O órgão registrou 1.352 acidentes em rodovias federais de 22 a 25 de dezembro, com 1.320 feridos. Do total de registros, 252 foram acidentes graves, quando resultam em, pelo menos, um óbito ou um ferido gravemente.

Durante o feriado de Natal, a PRF flagrou 3.539 motoristas realizando ultrapassagens irregulares e 34.487 dirigindo com excesso de velocidade em rodovias federais de todo o Brasil. Além disso, 627 motoristas foram multados por dirigir após ingerir bebida alcoólica e 1.418 foram flagrados sem cinto de segurança.

Entre os motociclistas, 232 foram multados por pilotar sem capacete. E 278 motoristas foram flagrados transportando crianças sem a cadeirinha.

Ao todo, 33.133 pessoas e 32.630 veículos foram fiscalizados no feriado de Natal e 19.358 testes de bafômetro foram aplicados.

Operação de fim de ano e férias

A ação de fiscalização da PRF faz parte da Operação Rodovida, iniciada na sexta-feira (22). Criada em 2011, a operação é comandada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da PRF, com apoio da Presidência da República, Casa Civil e dos ministérios das Cidades, da Saúde e dos Transportes.

Segundo o porta-voz da operação, o policial Diego Fernandes Brandão, apesar da queda no total de mortes, os acidentes fatais poderiam ser evitados, porque são resultado principalmente de excesso de velocidade, ultrapassagens indevidas, consumo de álcool ao dirigir, falta de equipamentos de segurança e de falta de atenção. “São condutas evitáveis. A gente tem um rol muito grande de mortes que poderiam ser evitadas com mudança de atitude”.

A Operação Rodovida continuará até o dia 18 de fevereiro. “Seguirá no fim de ano, durante as férias escolares e até o Carnaval, períodos com fluxo mais intenso nas estradas”, disse o porta-voz da PRF.

|Fonte: Agência Brasil
|Foto: Ilustração

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, decidiu montar um grupo de trabalho para tratar de casos de assédio sexual dentro da organização. Segundo seu porta-voz, a recente "onda de relatos de assédio sexual no ambiente de trabalho de várias instituições mostra o quão sutil é essa forma de violência e de discriminação". A informação é da ONU News.

A força-tarefa que acaba de ser criada será liderada pela subsecretária-geral de Gestão da ONU, Jan Beagle. O grupo de trabalho tem a missão de apresentar ao secretário-geral um relatório sobre o assunto na primavera de 2018 e irá rever políticas sobre tratamento e prevenção de casos e checar a capacidade da organização de investigar as alegações, além de verificar que tipo de apoio e de proteção é dado às vítimas.

Guterres tem adotado uma política de tolerância zero para esse tipo de comportamento e quer garantir "máxima atenção e reforçar ações sobre o assunto dentro do sistema ONU". Em novembro, o secretário-geral já havia declarado que tratar os casos de assédio sexual é uma preocupação crescente da comunidade internacional.

|Fonte: Agência Brasil
|Foto: Ilustração

saque de contas inativas do fgts

O presidente Michel Temer anunciou hoje (22) que o governo vai reeditar, na semana que vem, a Medida Provisória (MP) para liberar o saque do abono salarial PIS/Pasep para pessoas a partir de 60 anos. O presidente explicou que a reedição da MP só pode ocorrer após o fim do ano legislativo, que é hoje.

“Você precisa esperar o ano legislativo para reeditar a MP. Na terça-feira (26) ou quarta-feira (27) nós estamos habilitados a reeditar essa Medida Provisória, já reduzindo a idade para 60 anos. Não mais 65 anos [para homens], 62 anos [para mulheres], mas 60 anos para todos”, disse o presidente em café da manhã com jornalistas hoje (22), no Palácio do Planalto.

Em agosto, o presidente Temer assinou medida provisória prevendo a liberação de saque de contas do PIS/Pasep para homens a partir de 65 anos e mulheres a partir de 62 anos. Antes, o saque só podia ser feito por quem já tivesse completado 70 anos, além de casos como aposentadoria, invalidez e doenças graves.

De acordo com o presidente, a estimativa é de que os saques superem os R$ 12 milhões, valor estimado quando foi editada a MP anterior. “Eu agora confesso que reduzindo para 60 anos eu não sei bem, mas aumentará esse valor. […] Então é bom sacá-los. E sacar aquelas importâncias significa botar novas verbas na economia brasileira”.

Tem direito aos recursos do abono o trabalhador do setor público ou privado que tenha contribuído para o PIS ou Pasep até 4 de outubro de 1988 e que não tenha feito o resgate total do saldo do fundo. A Caixa, responsável pelo PIS, e o Banco do Brasil, administrador do Pasep, fazem esse pagamento de acordo com um calendário anual.

|Fonte: Agência Brasil
|Foto: Divulgação/Caixa

malufejacob

Os deputados federais Paulo Maluf (PP-SP) e Celso Jacob (PMDB-RJ) terão os salários e os benefícios como auxílio- moradia e verba de gabinete suspensos. A informação é da assessoria de imprensa da presidência da Câmara dos Deputados. Os gabinetes dos dois parlamentares serão desativados e os funcionários exonerados.

Atualmente, o salário bruto dos deputados federais é de R$ 33.763. Eles também recebem mensalmente uma cota parlamentar que varia de acordo com a distância de seus estados de Brasília. No caso dos representantes da Capital Federal, que recebem o menor valor, essa verba é de R$ 30.788,66.

Desde junho deste ano, Jacob está preso no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. Ele foi condenado em 2006 por falsificação de documento público e dispensa irregular de licitação quando o peemedebista era prefeito de Três Rios (RJ).

Já Maluf foi condenado em maio pelo Supremo Tribunal Federal por lavagem de dinheiro. Na terça-feira (19), o ministro Luiz Edson Fachin rejeitou um recurso do deputado e determinou início "imediato" da pena de 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão, além da perda do mandato.

|Fonte: Agência Brasil
|Foto: Reprodução/Internet

Abre e Fecha Soma Noticias

Não é novidade para ninguém que, na próxima segunda-feira, dia 25, é comemorado o Natal, não é mesmo? E, exatamente por este motivo, é preciso ficar atento porque o feriado altera o funcionamento de órgãos municipais, estaduais e privados que não abrem ou funcionam com horário diferenciado, com exceção dos serviços considerados essenciais, como hospitais, SAMU, delegacias, Corpo de Bombeiros, etc. Alguns locais, como feiras e mercados municipais, terão horário diferenciado já neste domingo, dia 24.

Por exemplo, os mercados centrais  -- Albano Franco, Thales Ferraz e Antônio Franco -- e o mercado Milton Santos, localizado no conjunto Augusto Franco, irão funcionar somente até as 14h do domingo. Já os chamados setoriais, que ficam nos bairros, abrirão normalmente no dia 24. Algumas feiras livres, como as dos bairros Santa Maria, Jardim Esperança, Coqueiral, Bugio e Dom Pedro |, também não sofrem alteração. Na segunda-feira, dia de Natal, não haverá funcionamento dos mercados centrais, setoriais e as feiras livres.

O parque Governador Augusto Franco, conhecido popularmente como Parque da Sementeira, mantém, nos dias 24 e 25, seu horário habitual de funcionamento, das 5h às 21h.

Já as Unidades de Saúde da Família (USF) estarão fechadas durante todo o feriado. Porém, a Prefeitura de Aracaju informa que as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) Nestor Piva e Fernando Franco funcionarão normalmente durante todo o dia. A mesma coisa acontecerá os hospitais ligados ao Governo do Estado, que atenderão o público de maneira integral nos dois dias. No entanto, no Ipesaúde, apenas o Serviço de Pronto Atendimento (SPA), anexo ao Hospital da Polícia, a urgência e urgência odontológica funcionarão. Os demais serviços só retornarão na terça-feira, dia 26.

O Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) também fechará as portas neste domingo e segunda.

As escolas das redes municipal e estadual não funcionarão no dia 25. Assim como a CCTECA Galileu Galilei, o Palácio Museu Olímpio Campos, o Museu da Gente Sergipana e as unidades da Funcaju.  

Bancos e Detran

Todas as agências bancárias que operam no estado estarão fechadas nesta segunda-feira. Todavia, os serviços básicos como saques e emissão de extratos por meio dos caixas eletrônicos vão operar normalmente.

A assessoria de comunicação do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) informou que todas as unidades do estado estarão fechadas. Mas explicou que o cidadão poderá ter acesso aos serviços básicos do órgão, como serviços de veículo, habilitação e agendamentos, pelo site: www.detran.se.gov.br. O atendimento ao público retorna na terça-feira, 26, em horário normal.

Supermercados

As lojas da rede GBarbosa abrirão na véspera de natal em horário normal, funcionando até às 18h. Na segunda-feira, nenhuma unidade funcionará.

Já os supermercados Pão de Açúcar e Extra abrirão das 07h às 18h do domingo e fecharão na segunda.

Os supermercados Bompreço e Todo Dia devem funcionar normalmente no domingo. Sendo que, no dia 25, não haverá atendimento ao público.

Centro Comercial e Shoppings

No domingo, as lojas do Centro Comercial de Aracaju funcionarão das 08h às 17h. Mas fecharão as portas na segunda-feira.


Os shoppings Jandins, Riomar e Prêmio terão horários diferencias neste feriado. No Jardins, por exemplo, todas as lojas estarão abertas no domingo, das 09h às 18h. Na segunda, somente alguns restaurantes e cinema estarão disponíveis ao público a partir do meio-dia.

No Riomar, todas as lojas e quiosques abrirão no dia 24. Com horário de atendimento das 09h às 18. No dia 25, somente as praças de alimentação, cinema e serviços de entretenimento para crianças funcionarão das 12h às 22h.

O cinema dos dois shoppings acima segue o cronograma de horário da rede.

O shopping Prêmio, em Nossa Senhora do Socorro, abrirá no domingo, das 09h às 18h. Mas, na segunda, estará fechado.



|Por Soma Notícias
|Foto: Equipe Soma+

Sobre Nós

O Soma Notícias é um projeto voltado para garantir que a notícia chegue até o leitor de forma qualificada, com a confiabilidade necessária, numa forma de reportar à toda sociedade assuntos que são de interesse público. Como vivemos um momento diferenciado na comunicação, em que a importância de quem consome a notícia é mais valorizada do que nunca, o Soma Notícias vem para se somar ao objetivo de termos uma sociedade cada vez mais justa, plural e ciente de que os direitos e os deveres dos cidadãos se aplicam a todos, sem exceção. E isso só é possível se tivermos acesso a uma gama de informações confiáveis, que não abram espaço para a dúvida quanto a sua procedência. Essa é a missão do Soma Notícias. E é para executá-la que aqui estamos!

Newsletter

Deixe seu melhor e-mail para receber novidades e/ou promoções.
Somos contra Spam!