Especial

1509368098imagem

Guardas e agentes prisionais lotados no Presidio Senador Leite Neto (Preslen), em Nossa Senhora da Glória, apreenderam Deisiane Oliveira Silva e Katia Maria Porciano da Silva ao tentarem entrar na unidade com materiais ilícitos em dia de visita.

Ao passarem pelo processo de revista, os agentes perceberam o nervosismo das mulheres e as chamaram para uma conversa onde as mesmas confessaram o transporte dos materiais. Deisiane que portava droga nas partes íntimas, as entregou deliberadamente e foi encaminhada para a delegacia de Itabaiana para ser lavrado o flagrante.

Enquanto Katia Maria, que estava com dois menores no momento da interceptação, estava com 11 pacotes de cachaça escondidos nas dobras do corpo e nas roupas. Ela também perdeu direito a visita durante um ano. 

|Fonte: Assessoria de Comunicação
|Foto: Divulgação/Sejuc

verdura

Quem esteve no Parque da Sementeira na tarde da quinta-feira, 26, aproveitou para comprar produtos fresquinhos na Feira da Agricultura Familiar. A edição especial marcou o encerramento da Semana Mundial da Alimentação com a oferta de produtos orgânicos, livres de agrotóxicos e produzidos por 20 trabalhadores rurais certificados da capital e do interior. A Feira de Agricultura Familiar é organizada pela Secretaria de Estado da Inclusão Social (Seidh), através do Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional (DSAN).

“A Feira de Agricultura Familiar da Seidh já caiu no gosto popular. Seja no Parque da Sementeira, na sede da secretaria ou na UFS, as pessoas vão até os espaços para adquirir hortifrutigranjeiros de qualidade. Além disso, é a valorização e o incentivo aos agricultores familiares de Sergipe, possibilitando o escoamento da sua produção e contribuindo para a sua renda. Ao todo, já temos 23 pontos de comercialização em 18 municípios, com a participação de mais de 500 pequenos produtores”, comemorou o secretário de Estado da Inclusão Social, Zezinho Sobral.

“A feira é um grande atrativo no Parque da Sementeira. O fluxo não para. Neste local acontece quinzenalmente, sempre à tarde e a aceitação é muito boa. Para marcar a Semana Mundial da Alimentação, contamos com a parceria do Observatório de Segurança Alimentar da UFS, Sebrae, Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Consean), Prefeitura de Aracaju, Comissão de Produção Orgânica do Estado de Sergipe (Ceporg), e toda a comunidade”, destacou Lucileide Rodrigues, diretora do DSAN/Seidh.

A professora Meirejane Dias é frequentadora do Parque da Sementeira e de várias feiras orgânicas. Ela contou que, após a implantação da Feira de Agricultura Familiar no parque, literalmente ‘bate o ponto’ de 15 em 15 dias para adquirir produtos livres de agrotóxicos.

frutas

“É importantíssima essa ação para incentivar os agricultores familiares e sou uma consumidora fiel. É um programa que funciona. É fundamental a consciência da população para que alimentação orgânica seja difundida. A educação alimentar tem grande impacto na nossa saúde”, alertou.  

De acordo com Luciana Oliveira, da Ceporg, a parceria com a Seidh tem como foco valorizar o produtor. “Viemos somar e garantir que os alimentos venham de Organizações de Produtos Social (OCS), cujo Ministério da Agricultura autoriza a venda como produtos orgânicos. Montamos a parceria para beneficiar o agricultor familiar, valorizar os grupos que fazem parte das OCS e estimular outros”, afirmou.

Para Diana Batista, representante Conselho Estadual de Segurança Alimentar, “nossa função como auxiliar as pessoas a levar alimentos de boa qualidade à mesa. Agrotóxicos e produtos químicos comprometem a saúde. Orientamos os agricultores, incentivando-os sobre como produzir com responsabilidade e segurança”.

Davi Lopes, secretário da Agricultura de Nossa Senhora do Socorro, também prestigiou a edição especial. “Somos grandes parceiros da Seidh e essa é uma grande iniciativa para fortalecer a agricultura familiar. Priorizamos sempre produtos orgânicos e saudáveis. São bons para os produtores, porque não manipulam produtos tóxicos, e para a população, que tem acesso ao alimento saudável”, ressaltou.

|Fonte: Assessoria de Comunicação
|Fotos: Divulgação

22879124 1961669184107288 555048643 o

Atuante na defesa das prerrogativas da advocacia, a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Sergipe, realizou nesta quinta-feira, 26, ato de desagravo público em favor da advogada Rosenice Figueiredo Machado.  Rosenice teve seus direitos violados no exercício da advocacia pública e foi processada por ter proferido parecer jurídico favorável à legalidade da contração emergencial do serviço de coleta de lixo de Aracaju.

O fato ocorreu durante as ações da Operação Babel, efetuada pela Polícia Civil de Sergipe através do Departamento de Crimes contra a Ordem Tributária e Administração Pública (DEOTAP), órgão vinculado à Secretaria Estadual de Segurança Pública, que investigou a contratação das empresas para coleta do lixo em Aracaju e indiciou a diversos servidores da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), inclusive a advogada, condutas tipificadas como crimes.

Ao ler a nota de desagravo público, o presidente da OAB/SE, Henri Clay Andrade, asseverou que o ato restabelece a imagem, a honra e a dignidade da advogada, injustamente processada em pleno exercício de suas funções. “O parecer jurídico é um ato privativo da advocacia. Tornar Rosenice ré de um processo penal, afastá-la injustamente do cargo público e colocar em xeque a sua honorabilidade, baseando-se simplesmente na emissão de um parecer, instrumento legal de sua profissão, é um grave precedente e precisava ser reparado. Por este motivo estamos aqui hoje, para ressaltar que Rosenice Machado é uma advogada honesta, competente e de conduta ética irretorquível. A OAB/SE não vai tolerar nenhuma atitude que criminalize o exercício da advocacia. Seguiremos firmes e unidos na defesa intransigente das prerrogativas da advocacia. Não calarão a nossa voz!” enalteceu o presidente.

Presidente da Comissão Nacional de Defesa das Prerrogativas, Jarbas Vasconcelos frisou que a OAB não permitirá a banalização da liberdade constitucional do advogado. “Nós não podemos e não vamos aceitar que um direito fundamental da manifestação da advocacia, como emissão de um parecer, seja criminalizado. Intimidar a liberdade de pensar e o posicionamento técnico do advogado, é ferir a cidadania, é ofender os que igualam o cidadão perante a justiça e lutam pelo Estado Democrático de Direito”.

Ovacionada pela advocacia sergipana, Rosenice Machado, relembrou o constrangimento público a que foi submetida. “Na qualidade de procuradora-chefe da Emsurb, subscrevi um parecer em que destacava apenas a possibilidade de, naquele caso, se realizar a contratação emergencial do serviço de coleta de lixo. Por conta disto, fui denunciada, indiciada, vi meu nome e a minha imagem veiculados em todos os jornais locais, fui apresentada pela mídia sergipana como membro de associação criminosa”, contou a advogada, com lágrimas nos olhos.

Celebrando restauração de suas prerrogativas, a advogada ressaltou “meu nome hoje é gratidão. Gratidão a OAB, por ter reconhecido que tive meus direitos feridos no livre exercer da minha profissão, e a todos os advogados presentes aqui. A injustiça foi contra mim, mas a reparação a favor de todos”.

|Fonte: Assessoria de Comunicação
|Foto: Divulgação

fachada riomar

O shopping RioMar inaugurou nesta quarta-feira (25) sua terceira expansão, agora com o dobro de área construída, saindo de 51 mil metros quadrados para 101 mil, dos quais 52 mil metros são de espaços para lojas. Oferece agora 233 lojas para os clientes, com 14 âncoras. Considerando os quase 50 quiosques, o consumidor passa a contar com 282 opções de compras. Em tamanho, o shopping ocupa agora a 13ª colocação entre os shoppings do Nordeste.

Os grupos empresariais JCPM e NB Participações e Empreendimentos investiram nessa fase R$ 110 milhões, com geração de mil novos empregos diretos, totalizando 3 mil postos de trabalho. Outros 750 empregos diretos foram criados ao longo de um ano de obra.  

“Olhar para o RioMar hoje nos faz lembrar do dia em que entramos no empreendimento, ainda como visitantes, em 2006, e projetamos em nossas mentes as transformações que poderiam ser feitas aqui. A modernização possível de ser implementada para dar à cidade de Aracaju um shopping à altura dos que aqui nasceram e residem. E, desde então, essa tem sido a meta que nos move. Ao longo de mais de uma década, diariamente, com o empenho de uma equipe aguerrida, fomos transformando o centro comercial em um shopping moderno, com um dos melhores mixes da região, confortável e conectado com que há de mais novo no setor de shopping center”, destaca o presidente do Grupo JCPM, João Carlos Paes Mendonça.

O mall ganha espaços para seis novas lojas âncoras, onde estarão grandes redes varejistas, como Lojas Americanas, Riachuelo, Polo Wear e Kalunga - esta última inédita no mercado de Sergipe. Entre as novas lojas satélites estão Ricardo Almeida, Orgânico, Camicado, Madero, Camarada Camarão, Sal e Brasa, Iplace e outras marcas que já firmaram contrato e estão realizando a implantação.

O shopping ganha uma nova praça de alimentação, com 360 lugares, arquitetura moderna, pé-direito diferenciado e uma vista para um dos principais cartões postais da cidade. Somando a praça já existente, que agora passa a se chamar Praça Rio serão, no total, 1.040 lugares com 26 operações de alimentação, das quais 16 na praça já existente e 10 novas opções na área recém construída, batizada de Praça Mar. No Shopping, considerando as opções de alimentação instaladas no mall, serão agora 31 operações para o consumidor.

"O novo RioMar é uma verdadeira lição de otimismo, de competência e de crença na capacidade de trabalho da gente sergipana. Esse empreendimento é um estímulo aos novos investimentos e à geração de emprego e renda em nosso estado. Falo em nome dos sergipanos quando digo que tenho muito orgulho desses dois homens que, hoje, entregam à população um centro de compras à altura de Sergipe", pontua o governador do Estado, Jackson Barreto.

A ampliação permitiu reformulação no Restaurante Ferreiro, que passou a ter uma área de 631 metros quadrados, posicionando-se na entrada principal do empreendimento. Ao lado, formando um novo espaço gastronômico, chegará até junho o Camarada Camarão em uma área de 738 metros quadrados.

O empreendimento conta agora com nova praça de eventos onde serão realizadas ações a fim de consolidar o shopping como ponto de lazer e entretenimento, uma tendência do mercado. A expansão também trouxe novos fraldários e Espaço Família.

O consumidor usufrui desde agosto de 2016 de um edifício-garagem com 1.377 vagas, instaladas em uma moderna estrutura, dotada de tecnologia de localização de vagas, sendo o único estacionamento do Estado a contar com essa inovação. Dessa forma, são quase 2,2 mil vagas no empreendimento.

"Gilberto Amado dizia que Sergipe era um estado pequeno para não ofuscar a grandeza de seus filhos. E é a essa grandeza que a ampliação do RioMar nos remete: ela é mostra da capacidade, do compromisso e do talento dos sergipanos, que nunca se vergam diante de uma crise. O novo RioMar representa mais emprego, renda para os aracajuanos, e é uma inspiração para o nosso mercado, já que mostra que crise se vence com inovação e muito trabalho. Estamos muito felizes e orgulhosos", afirma o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira.

|Fonte: Assessoria de Comunicação
|Foto: Divulgação

1095562 pzzb0036

Pouco mais de um mês após chegar à Câmara, os deputados rejeitaram na noite de hoje (25) o pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para investigar o presidente da República, Michel Temer, e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral). Foram 251 votos contrários à autorização para investigação, 233 votos favoráveis e duas abstenções. Com isso, caberá ao presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, comunicar agora à presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Carmen Lúcia, a decisão da Casa. Foram 486 votantes e 25 ausentes.

O parecer votado hoje foi apresentado pelo deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), que recomendou a inadmissibilidade da autorização da Câmara para que STF iniciasse as investigações contra o presidente e os ministros. O parecer já tinha sido aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) por 39 votos a 26, além de uma abstenção.

Disputa pelo quórum

Durante os últimos dias, a oposição, ciente que não teria os 342 votos necessários para autorizar as investigações, trabalhou intensamente para impedir que os deputados comparecessem à sessão. Isso porque o regimento interno da Casa estabelece que a votação só poderia ser iniciada com a presença mínima de dois terços dos deputados em plenário. Com isso, os oposicionistas pretendiam adiar a votação e, assim, prolongar o desgaste do governo. Os partidos de oposição chegaram a fechar acordo para que poucos deputados usassem a palavra e com isso não se alcançasse o quórum necessário para iniciar a sessão.

Reagindo à tática da oposição, a base aliada e o próprio presidente da República passaram a acionar deputados da base, mesmo os que votariam contra o governo, para marcarem presença na sessão. Os governistas estavam confiantes de que alcançariam o número mínimo de presentes e também os 172 votos necessários para impedir o início da investigação.

Início da sessão


A sessão destinada à apreciação do parecer de Andrada teve início por volta das 9h, quando falaram o relator e os advogados de defesa dos três acusados. Em seguida, menos de 20 oposicionistas fizeram o uso da palavra defendendo a rejeição do relatório e, com isso, o debate foi dominado pelos aliados do governo.

Na primeira sessão do dia da Câmara, apenas 332 deputados marcaram presença, número insuficiente para iniciar a votação. A oposição comemorou o feito no Salão Verde, estampando faixas e cartazes pedindo a saída de Temer. O líder da minoria, deputado Jose Guimarães (PT-CE), parabenizou os colegas da oposição que não registraram presença no plenário.

“Nós tivemos uma vitória espetacular. O PT, PDT, Psol, PCdoB, Rede, Avante, PHS, PPS, Rede, vários partidos que mesmo com uma ou outra divergência nós conquistamos uma vitória extraordinária contra o governo. Nós seguramos, tiramos leite de pedra. Foram 191 deputados que não marcaram presença”, disse.

Enquanto a oposição comemorava, chegou ao plenário a notícia da internação do presidente Michel Temer. Com isso, os opositores ao governo insistiram, sem sucesso, no cancelamento da sessão. Apesar dos apelos, a sessão prosseguiu após as 14h, com o quórum aumentando lentamente.

Mesmo sob tensão, as lideranças do governo tentavam amenizar o clima e acalmar os aliados mostrando que o presidente passava bem e que era apenas uma pequena complicação urológica. O deputado Beto Mansur (PRB-SP), um dos principais articuladores do governo, reiterou que a situação estava sob controle e que a votação seria tranquila com vitória folgada do Planalto.

No meio da segunda sessão, Rodrigo Maia (DEM-RJ) ameaçou encerrar os trabalhos com o argumento de que não haveria deputados suficientes na Casa para iniciar a votação hoje. “Esse debate só desgasta a Casa. Eu vou esperar mais um tempo e vou encerrar. Estou aqui desde 9h colaborando para que essa votação ocorra hoje”, afirmou. Poucos minutos depois, deputados de partidos da base aliada do governo que ainda não haviam registrado presença compareceram ao plenário e o quórum de 342 deputados foi alcançado.

"Atrasar essa votação é atrasar o Brasil”, disse o líder do governo, Agnaldo Ribeiro (PP-PB), ao apelar para que o quórum fosse atingido. Logo que chegou-se ao mínimo de 342 deputados, os oposicionistas marcaram presença e fizeram uso da palavra para pedir o afastamento do presidente Michel Temer. Compareceram à Câmara nesta quarta-feira 487 dos 513 deputados.

A denúncia

No dia 14 de setembro, o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot apresentou ao STF a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer. Em junho, Janot já havia denunciado o presidente pelo crime de corrupção passiva. Desta vez, Temer foi acusado de liderar uma organização criminosa desde maio de 2016 até 2017. De acordo com a denúncia, o presidente e outros membros do PMDB teriam praticado ações ilícitas em troca de propina, por meio da utilização de diversos órgãos públicos. Além de Temer, foram acusados de participar da organização os integrantes do chamado "PMDB da Câmara": Eduardo Cunha, Henrique Alves, Geddel Vieira Lima, Rodrigo Rocha Loures, Eliseu Padilha e Moreira Franco. Todos os denunciados negam as acusações.

Com o resultado de hoje, o processo fica parado enquanto Michel Temer estiver no exercício do mandato de presidente da República, ou seja, até 31 de dezembro de 2018.

|Fonte: Agência Brasil
|Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Eles são fofos, carinhosos e estão em toda a parte. Ruas, avenidas, telhados de casas, praças e terrenos baldios, são milimetricamente disputados por cães e gatos. E esses animais estão lá por uma simples e triste razão: descaso humano. Muitos desses bichinhos sonham com um lar mais aconchegante. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que, no Brasil, existam mais de 30 milhões abandonados. Nas grandes cidades do país, existe um cachorro para cada cinco habitantes.

Os motivos que levam o homem a abandonar seu velho amigo, segundo a OMS, são diversos. No topo da lista, estão a doença e a velhice. Há também os que abandonam porque descobrem, do dia para a noite, que aquele filhotinho fofinho cresceu e já não é mais tão bonitinho assim. Por isso, a adoção animal é, antes de tudo, uma prova de amor, caráter e responsabilidade.

 

gato

O fotógrafo e publicitário Carlos Alberto Alves Lima defende a importância da adoção animal. ‘Pai’ de um gato – o Fernandinho – ele conta que, em sua trajetória de vida, os felinos sempre estiveram presentes. “Antes de Fernandinho, tive outros gatos. Todos eles adotados. Amo demais. Aliás, toda minha família ama gatos. Meu avô tem vários”, afirma.

Para ele, o ato de adotar é uma das maiores demonstrações de amor. “Uma vez li que as pessoas que sabem amar, amam que nem os gatos. De maneira livre. Não existe apego, apenas amor. E, assim, também vejo a adoção: amor. Simplesmente. Se todo mundo adotasse um bichinho, o mundo seria um lugar muito melhor”, revela.
rochelle

Rochelle é uma cadela da raça Duchshund – conhecida popularmente como “salsicha” – que também teve a sorte de ganhar uma nova família. Abandonada pelos seus antigos dono, a agitada cachorrinha de pouco mais de dois anos – segundo estimativa do médico veterinário – encontrou na casa do estudante Diogo Souza um novo lar. “Rochelle foi adotada há pouco mais de um ano quando meu namorado soube que uma cachorra havia sido resgatada da rua e estava num lar temporário. Ela foi meu primeiro bicho de estimação aqui em Aracaju e trouxe muita alegria e amor para nossa casa. Ela é muito amorosa então dá para imaginar o quanto ela sofreu ao ser abandonada. Hoje ela tem uma família, dois pais e dois irmãos felinos e todos nós a amamos muito”, explica.

Além de Rochelle, Diogo também tem dois gatos, o Policarpo e a Phoebe. “Hoje temos três bichos, uma cachorra e dois gatos. Todos foram adotados. Prefiro adotar a comprar porque é uma forma de ajudar a tantos animais que vivem na rua e que, na maioria das vezes, pouca gente quer adotar”, acrescenta.

gisele


A adoção animal, de acordo com a advogada Gisele Soares, tem que ser algo pensado de forma responsável e consciente, afinal todo o bichinho sem lar e, que já tem um histórico de abandono, dificilmente conseguirá suportar uma segunda rejeição. Dona de seis gatos, ela se diz ainda mais feliz e realizada com a presença dos bichanos. “Nunca pensei em comprar porque acredito que isso incentiva a indústria de reprodução e exploração animal. Tenho seis gatos que trato como filhos. Para mim não são simplesmente animais. Porque eles são minha alegria e completam a minha casa. Eles me tornaram alguém ainda mais sensível e, graças a presença deles em casa, descobri um lado mais solidário em mim”.

Gisele explica que, após adotar os primeiros gatos, descobriu a importância de ajudar outros que foram abandonados e, como não tem mais espaço em casa, se tornou voluntária em uma organização não governamental que trabalha com resgate e cuidado de animas de rua. “Se eu pudesse, traria todos para casa, mas como entendo que eles precisam de espaço, tento colaborar com o bem estar deles com alimentação e assistência veterinária dos que se encontram em abrigos”, finaliza.

|Por Soma Notícias
|Fotos: Arquivos pessoais

O Ministério Público Eleitoral recebeu denúncia acerca da instalação de comitê de campanha do Deputado Federal Jair Bolsonaro à Presidência da República, situado a Avenida Edezio Vieira de Melo ( “ Avenida da Explosão “ ), esquina com Rua Gararu, em Aracaju-SE. Valendo-se de seu poder de polícia a COAPE - Coordenadoria Eleitoral, através de seu coordenador Peterson Almeida, determinou diligências e constatou a veracidade da denúncia, conforme fotos em anexo.

A Promotora Eleitoral responsável pela propaganda em Aracaju encaminhou, imediatamente, Representação por Propaganda Extemporânea com gasto financeiro a Procuradora Regional Eleitoral, visto ser a competente para tramitar o feito.

A luz do que dispõe o art. 36 da Lei 9504/97 a propaganda eleitoral só é permitida após 16 de agosto, assim, qualquer mensagem levada ao conhecimento do eleitor, sugerindo, direta ou indiretamente, expressa ou dissimuladamente, a candidatura caracteriza a infração cível eleitoral, tipificada em seu parágrafo terceiro, combinado com o art. 39, parágrafo oitavo, sancionada com multa, no valor de R$ 5000 a R$ 20000 reais, ou ao equivalente ao custo da propaganda, se este for maior, além da retirada da propaganda eleitoral.

Frise-se que, mesmo que estivéssemos dentro do período permitido ( após 15 de agosto ), a referida propaganda não se enquadraria no permissivo legal contido no art. 38 da Lei 9504/97 ( em redação dada pela Lei 12891/13 ).

A citada Lei 9504/97, em seu art. 22-A, só permite a movimentação de recursos financeiros e materiais depois do registro da candidatura, obtenção de CNPJ e abertura de conta corrrente e, ainda assim, devidamente comprovados por recibo eleitoral.
No caso, o citado Deputado Federal dispendeu recursos financeiros, arrecadados e gastos antes do registro/CNPJ/conta bancária, saindo na frente dos candidatos na corrida eleitoral.

Antecipou ainda o Ministério Público que não socorre ao parlamentar a hipótese de fornecimento gratuito, pois, neste caso, restaria caracterizada a doação de campanha antes do período permitido.

|Fonte: Assessoria de Comunicação/MPE
|Foto: Divulgação/Assessoria de Comunicação

1095341 fpzzb abr20171024 0209 1

O presidente do Conselho de Ética do Senado, senador João Alberto (PMDB-MA), determinou hoje (24) o arquivamento do pedido de abertura de procedimento disciplinar contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG). A decisão seguiu parecer da Advocacia-Geral do Senado.

O pedido de investigação no conselho foi protocolado pelo PT em 28 de setembro para que o colegiado avaliasse se o senador havia quebrado o decoro parlamentar. A alegação do partido se baseou na denúncia apresentada pelo empresário Joesley Batista, um dos donos da J&F, segundo qual Aécio teria recebido R$ 2 milhões não declarados.

No entanto, segundo o parecer da Advocacia-Geral do Senado, a “representação do PT é no máximo uma versão atualizada da representação do PSOL [e da Rede]” contra Aécio, que já havia sido arquivada pelo conselho em julho. “Tanto é que reproduz ipsis litteris, um trecho da peça precursora”, segundo o órgão do Senado.

“Senti que o parecer tinha sentido e combinava também com a minha posição pessoal”, disse João Alberto ao justificar a decisão de arquivar o processo.

Senadores do Conselho de Ética podem apresentar recurso para tentar reverter o arquivamento.

Em julho, o presidente do Conselho de Ética decidiu não aceitar o pedido feito pela Rede e pelo PSOL. Após recurso, o caso foi a votação no colegiado, que confirmou o arquivamento com 11 votos favoráveis e quatro contrários.

Defesa 

Em nota, a defesa do senador Aécio Neves reitera “a absoluta correção” na conduta do senador. “As investigações demonstrarão que os recursos citados referem-se a um empréstimo entre privados que não envolveu dinheiro público ou qualquer contrapartida. Portanto, não houve crime ou quebra de decoro”.

|Fonte: Agência Brasil
|Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Sobre Nós

O Soma Notícias é um projeto voltado para garantir que a notícia chegue até o leitor de forma qualificada, com a confiabilidade necessária, numa forma de reportar à toda sociedade assuntos que são de interesse público. Como vivemos um momento diferenciado na comunicação, em que a importância de quem consome a notícia é mais valorizada do que nunca, o Soma Notícias vem para se somar ao objetivo de termos uma sociedade cada vez mais justa, plural e ciente de que os direitos e os deveres dos cidadãos se aplicam a todos, sem exceção. E isso só é possível se tivermos acesso a uma gama de informações confiáveis, que não abram espaço para a dúvida quanto a sua procedência. Essa é a missão do Soma Notícias. E é para executá-la que aqui estamos!

Newsletter

Deixe seu melhor e-mail para receber novidades e/ou promoções.
Somos contra Spam!