Quinta, 08 Fevereiro 2018 00:00

SERGIPANOS PELO MUNDO | “Vim de maneira inesperada e acabei me tornando presidente da comunidade brasileira na Austrália”, revela Irlan Joney

Escrito por 

15542466 1380609078649812 8960061901973433506 n

 

"Alô, liberdade. Desculpa eu vir assim sem avisar, mas já era tarde".

 

O trecho acima é de Chico Buarque, mas traduz facilmente o estilo de vida do músico sergipano Irlan Joney que sempre teve o desejo de voar para longe. Primeiro, bateu asas para Brasília. Logo depois, embarcou com passagem só de ida para a Austrália. Voou despretensiosamente, achou ninho e ficou.

Assim como muitas pessoas, o músico sempre teve o desejo de conhecer novos lugares, de aprender a se virar sozinho. De ser completamente independente. Por isso, quando surgiu o convite para produzir um evento brasileiro em Sidney, capital australiana, aproveitou a oportunidade e seguiu rumo ao desconhecido.

“Já morava em Brasília, trabalhava numa emissora de televisão como editor de imagens e tinha uma produtora de audiovisual. Daí um dos meus clientes (uma banda) me contratou para vir à Austrália gravar vídeos do show deles no maior festival brasileiro da Oceania, o Ritmo, organizado pelo Conselho Brasileiro da Comunidade Brasileira na Austrália (BRACCA). Daí vim e não voltei mais”, relata.

Foi um jogo com a sorte. Irlan sabia que o país é relativamente novo e não tem uma cultura muito definida. Então, aproveitou a oportunidade para desenvolver novos projetos. “A Austrália é um país que está há 25 anos sem recessão econômica e, por ter sido descoberto há pouco tempo – em relação aos demais –, tudo aqui ainda é muito recente, o mercado, a cultura, etc. Então todo mundo está acostumado a coisas novas, às novas oportunidades”, explica.

27849411 1812033998840649 592048042 n

Atualmente, o músico faz de tudo um pouco. E garante que tem uma boa relação com os australianos. “Vivo da música aqui desde que cheguei, há dois anos e meio. Aqui, montei um trabalho instrumental de Blues, com outros 4 brasileiros tocando blues, bateria, guitarra, baixo e teclado. E, toda semana, toco na rua também, além de bares, restaurantes e casa de shows. Os estrangeiros ficam bem empolgados quando conhecem um brasileiro, geralmente eles são curiosos, perguntam bastante sobre o nosso país e, como meu círculo social aqui é muito voltado para o lado da música/arte/produção de eventos, eles perguntam muito sobre os ritmos brasileiros. Também tenho uma turma de aula de violão e guitarra onde ensino para os ‘gringos’ música brasileira”.

Além de trabalhar com música, Irlan revela que continua atuando com produção. “Também trabalho com audiovisual como freelancer (edição de imagens, motion graphics e filmagem) em algumas produtoras e, desde que cheguei, continuo rodando meu negócio, produzindo vídeos pra bandas e empresas”, acrescenta.

A relação com os australianos e brasileiros que vivem por lá é tão grande que, mesmo morando a menos tempo que os demais, o sergipano acabou se tornando presidente do BRACCA. E, a partir disso, tem realizado algumas ações para a comunidade. “Estamos organizando uma festa de dois dias (carnaval), além do Arraial 2018 (com público estimado em 3 mil pessoas) e o Brazilian Day, no mês de setembro. Tivemos uma edição em 2015 que reuniu 20 mil pessoas”, informa.

Entretanto, a Austrália não é feita somente de contatos pessoais e profissionais. Para Irlan, o país possui diversas características que fazem qualquer um se apaixonar. “As praias, a qualidade de vida, o surf, a proximidade de ilhas paradisíacas, como Bali, Fiji e Tailândia, e as passagens aéreas baratas são motivos suficientes para todo mundo gostar daqui”.

15895167 10154034721756510 2584480530723206779 n

Curiosidades

Se formos colocar em linha reta, Aracaju está a 14.959Km de Sydney. Mas se engana quem pensa que toda essa distância atrapalha alguma coisa. Muito pelo contrário. Irlan conta que os australianos são bem interessados em saber coisas do nosso estado e, sempre que Sergipe vira assunto, as perguntas são muitas. “É interessante ver a curiosidade do pessoal quando começo a falar sobre Sergipe. Normalmente eles dão atenção quando falo sobre a nossa rica cultura, a música. Eles são bastante curiosos. Como Austrália é um país onde praticamente metade da população nasceu aqui e metade são imigrantes, eles estão acostumados a lidar com pessoas de todo o mundo”.

Outra característica bastante forte no país é a segurança e gentileza entre as pessoas. “Um ponto muito positivo aqui é a educação e respeito com o próximo. Mas uma coisa que chama muito a atenção é a honestidade. Um dia deixei cair do bolso 500 dólares. Aí, uma mulher que estava andando atrás com seus filhos me chamou e devolveu o dinheiro. Fiquei impressionado. Aqui eu posso surfar e deixar meu celular com carteira na areia da praia e ninguém rouba”.

E é exatamente quando se fala nas diferenças entre Sergipe e Austrália que Irlan diz não saber se volta a morar por aqui. “Esse é um ponto difícil para falar, mas ultimamente tenho pensando bastante em voltar a viver em Aracaju com a experiência que adquiri aqui, mas isso é só um plano”, finaliza.

|Por Soma Notícias
|Fotos: Arquivo Pessoal

Sobre Nós

O Soma Notícias é um projeto voltado para garantir que a notícia chegue até o leitor de forma qualificada, com a confiabilidade necessária, numa forma de reportar à toda sociedade assuntos que são de interesse público. Como vivemos um momento diferenciado na comunicação, em que a importância de quem consome a notícia é mais valorizada do que nunca, o Soma Notícias vem para se somar ao objetivo de termos uma sociedade cada vez mais justa, plural e ciente de que os direitos e os deveres dos cidadãos se aplicam a todos, sem exceção. E isso só é possível se tivermos acesso a uma gama de informações confiáveis, que não abram espaço para a dúvida quanto a sua procedência. Essa é a missão do Soma Notícias. E é para executá-la que aqui estamos!

Newsletter

Deixe seu melhor e-mail para receber novidades e/ou promoções.
Somos contra Spam!