Sexta, 02 Fevereiro 2018 00:00

SERGIPANOS PELO MUNDO | “Morar longe de casa é um grande desafio, mas, viver sem mangaba, é quase desesperador”, desabafa Lays Batista

Escrito por 

IMG 1600205

“Viver tão distante de nossa terra é desafiador. É um tal de abrir os horizontes para a imensidão do mundo e, ao mesmo tempo, viver com o coração apertado de saudades”. É dessa forma que Lays Batista resume sua morada em Portugal. A aracajuana de 28 anos, casada com o também sergipano Ricardo Maia, escolheu a cidade de Faro, localizada a 277km de Lisboa, para morar por diversos motivos. Mas, o maior deles, foi o futuro do filho pequeno.

“Eu e meu marido tomamos a decisão de vir embora, principalmente, para dar uma vida melhor ao nosso filho. E escolhemos Portugal por causa da facilidade com a língua, além da possibilidade de cidadania portuguesa, através do avô dele. Aí, como ele também tinha passado no mestrado aqui, tivemos a certeza de que seria o bom momento para recomeçar”, explica.

Embora tenha formação em recursos humanos, Lays revela que já trabalhava como confeiteira em Aracaju, por isso, tem investido neste ramo. “Como ainda não consegui um trabalho fixo aqui, tenho feito bolos por encomenda. E, graças a Deus, tem dado certo”.

E é exatamente quando se fala em emprego que a sergipana lembra de alguns perrengues que já passou. “Uma vez, fui deixar o curriculo em uma loja de sapatos e a funcionaria gritou que nao contratava brasileiras. Tipo, ela gritou bem alto no meio da loja. Na hora, fiquei paralisada. Fiquei tão sem graça, que nem consegui responder”, revela.

IMG 3053208

Pessoas vindas de outras países ainda são vítimas de xenofobia nas terras portuguesas. E isso, segundo ela, acaba acontecendo com a maioria dos imigrantes. “Assim que chegamos, estava procurando um apartamento por telefone, aí liguei para um anúncio que tinha encontrado. Quando comecei a falar com a pessoa e ela percebeu meu português brasileiro, já foi dizendo que não arrendava (alugava) para brasileiros e desligou”, desabafa.

E os desafios com o trato português não param por aí. “Na região que eu moro, especificamente, existe muita gente arcaica, pessoas machistas e preconceituosas. Uma quantidade infinitamente maior do que no Brasil. Mas sei que isso é especifico daqui. Em outros lugares é bem mais tranquilo”, complementa.

Mas, como boa brasileira, Lays conta que consegue driblar essas situações constrangedoras e focar no seu propósito inicial.  “Como nosso foco principal está no futuro de nosso filho, temos visto que essa mudança tem sido profeitosa. A qualidade de vida e de ensino que ele tem por aqui é maravilhosa. Na escola por exemplo, apesar de ser pública, o ensino é incomparavelmente superior, tem uma refeição extremamente saudável (come salmão e bacalhau uma vez por semana) e lanches. E, tudo isso, pago com apenas uma taxa de imposto. Aliado a isso, nós percebemos uma enorme diferença em relação à segurança. Poder sair na rua com liberdade e sem  nenhum medo, entre tantas outras coisas positivas, são os melhores pontos”.

lays

Lidando com a distância

Quando questionada sobre a representantividade que Sergipe tem em sua vida, Lays resume com duas palavras: porto seguro.

No entanto, o estado também significa saudade. Daquelas que, embora pareçam simples, apertam o coração. “Sinto muita falta de minha família, dos meus amigos e de mangaba. É sério. Mangaba, para mim, tem gosto de casa, de lanche da escola. É pura nostalgia. Eu adoro e aqui não tem em canto nenhum. Nem as versões em polpa, nos supermercados”, lamenta.

Lidar com o desconhecimento dos portugueses em relação a sua terra, também causa certo estranhamento à sergipana. “Aqui, os portugueses não fazem ideia de onde fica Sergipe. É impressionante. Eles têm uma vaga noção quando digo que é perto da Bahia. E, sinceramente, eu não consigo entender isso”.

Já sobre a crise brasileira, segundo ela, o assunto é motivo de diversos questionamentos entre os lusitanos. “As pessoas aqui não entendem como chegamos a nossa atual situação politica e morrem de medo da violência, apesar de achar o Brasil lindo”, conclui.

|Por Soma Notícias
|Fotos: Ricardo Maia/Arquivo Pessoal

Sobre Nós

O Soma Notícias é um projeto voltado para garantir que a notícia chegue até o leitor de forma qualificada, com a confiabilidade necessária, numa forma de reportar à toda sociedade assuntos que são de interesse público. Como vivemos um momento diferenciado na comunicação, em que a importância de quem consome a notícia é mais valorizada do que nunca, o Soma Notícias vem para se somar ao objetivo de termos uma sociedade cada vez mais justa, plural e ciente de que os direitos e os deveres dos cidadãos se aplicam a todos, sem exceção. E isso só é possível se tivermos acesso a uma gama de informações confiáveis, que não abram espaço para a dúvida quanto a sua procedência. Essa é a missão do Soma Notícias. E é para executá-la que aqui estamos!

Newsletter

Deixe seu melhor e-mail para receber novidades e/ou promoções.
Somos contra Spam!