Domingo, 17 Dezembro 2017 00:00

TAMBÉM QUERO FALAR SOBRE O PRÊMIO DA PABBLO VITTAR

Escrito por 

45e1d7d0 ea68 4063 9bdb 3197e97b9fcd
Abre a boca, mana! Quem disse que as manas não podem falar sobre tudo? Pois é, aqui a gente vai conversar sobre as políticas envolvendo a comunidade LGBTQ, a criminalização da transfobia, lesbofobia e homofobia, o mercado de trabalho, as incríveis histórias de vida, denúncias e a importância da representatividade. A coluna é um espaço para novas frentes de pensamentos sobre o universo LGBTQ em Sergipe.

Prazer, Jonatan Santana!

____________________________________________________________________________________________________________




Há exatamente uma semana, o Brasil assistia uma drag queen receber o prêmio de “Melhor Música do Ano” num dos mais importantes programas da televisão nacional. A canção “K.O”, gravada pela Pabblo Vittar, desbancou “Paradinha”, de Anitta, e “Trem Bala”, de Ana Vilela, e fez o país aplaudir de pé, pela primeira vez, uma transformista linda, talentosa, nordestina. LGBTQ.

O tradicional "Domingão do Faustão", no dia da premiação, registrou 20 pontos de audiência em São Paulo e 21 no Rio. Sendo essa a maior média das quatro últimas edições da premiação nas duas praças. E, para quem não sabe, isso representa 20% de todas as tevês ligadas naquele horário. Se São Paulo tem 100 milhões de aparelhos de televisão, por exemplo, 20 milhões estavam sintonizados no programa. Assistindo e aclamando a Pabblo. E isso, meus amigos, significa muito.

Como já disse outras vezes, vivemos no país que mais mata pessoas LGBTQ’s no mundo -- tendo uma média de 1 pessoa morta por dia --, e saber que uma drag queen foi aclamada dessa forma, me traz uma alegria sem tamanho. Uma ponta de esperança.

E, para mim, mesmo com muitos discordando, ela representa sim. E muito. Somente com essa canção, a Pabblo já teve mais de 256 milhões de visualizações no clipe. Isso apenas no YouTube. Imagina o número de vezes que foi ouvida nas rádios, Spotify, Deezer, entre outros...? Sinceramente, se ela não tem levantado o nome/bandeira da comunidade, eu não sei mais quem faz isso.

2384437 pabllo vittar beija seu trofeu de musica 950x0 3

Sabe, eu até concordo que, por vezes, a Pabblo é meio limitada na construção de seu discurso, que não tem muita segurança diante de determinados temas, mas falar que ela não nos representa, é extremamente surreal.

Por onde a cantora passa, ela deixa claro o porquê de sua arte. E, em nenhuma das entrevistas lidas/ouvidas/assistidas ela não falou da comunidade.

Durante premiação mesmo, em dado momento, ela levantou a bandeira e nos representou, sim. “2017 foi o ano do LGBTQ que firmou nossa voz, mostrou para o que veio, e 2018 vai ser ainda melhor”, disse.

Já, em entrevista ao Portal PurePeople, logo após sua performance, a cantora voltou a reforçar a nossa importância dentro da sociedade. “Eu acredito muito na prosperidade que a gente pode levar desse ano para o ano que vem, então eu acredito no respeito, na diversidade, no amor ao próximo. Nós somos muito mais que humanos, nós somos capazes de fazer qualquer coisa, inclusive de parar de odiar o próximo, de começar a amar o próximo".

Sendo assim, minha gente, vamos parar de estigmatizar uma cantora – que é a nossa cara – apenas por não concordar com alguns posicionamentos dela. Lembrem-se, no momento, ela tem sido a nossa voz. Não sejamos semelhantes àqueles que tentam nos amordaçar diariamente.

Continuo brilhando, Pabblo. Leve nosso nome, nossa voz, nossa bandeira por onde passar.

|Foto: Divulgação/TV Globo

Sobre Nós

O Soma Notícias é um projeto voltado para garantir que a notícia chegue até o leitor de forma qualificada, com a confiabilidade necessária, numa forma de reportar à toda sociedade assuntos que são de interesse público. Como vivemos um momento diferenciado na comunicação, em que a importância de quem consome a notícia é mais valorizada do que nunca, o Soma Notícias vem para se somar ao objetivo de termos uma sociedade cada vez mais justa, plural e ciente de que os direitos e os deveres dos cidadãos se aplicam a todos, sem exceção. E isso só é possível se tivermos acesso a uma gama de informações confiáveis, que não abram espaço para a dúvida quanto a sua procedência. Essa é a missão do Soma Notícias. E é para executá-la que aqui estamos!

Newsletter

Deixe seu melhor e-mail para receber novidades e/ou promoções.
Somos contra Spam!