Domingo, 17 Dezembro 2017 00:00

NÃO NOS PRESTE UM DESSERVIÇO

Escrito por 

Sim Negra

Morena”, “parda”, “mulata”, “caucasiana escura”... sempre se utilizam de eufemismos, como se a cor negra fosse um problema, um defeito. Chega de eufemismos, chega de ignorar o óbvio: somos negros. Mestiços ou não, de pele mais clara ou não, carregamos em nossos traços, narizes, cabelos e corpos a benção da negritude.
Carregamos luta, carregamos força. Nada de diminuições, é negra. 
Prazer, Thiarlley Valadares. Sim, negra!

____________________________________________________________________________________________________________

Trabalhando no meio jornalístico de uma cidade no interior, é possível imaginar todo o tipo de coisa que já presenciei. Em cidades menores, a população tende a ter a mente mais fechada, com um pé no conservadorismo ultrapassado e, assim, propagar ideias e opiniões que já não agradam mais. Dentre as mais diversas peculiaridades que ouvi e vi, a ridicularização das políticas públicas voltadas para mulheres foi uma delas.

Durante uma entrevista com o delegado de polícia local, uma das repórteres brincou sobre a não existência de delegacias para homens, recebendo uma risada do delegado em resposta. No meio de um relato sobre a prisão de um homem por violência doméstica, por ter agredido sua esposa, uma brincadeira foi feita e a denúncia, mesmo que resultando na prisão do agressor, foi ridicularizada. E isso me incomodou de uma maneira absurda. Segundo entrevista dada pela delegada Thais Lemos em julho deste ano, Sergipe registra anualmente cerca de 2.800 denúncias de violência contra a mulher. O número cresceu desde a criação da lei Maria da Penha, porém, quando desserviços são prestados nos meios de comunicação, muitas mulheres podem se ver desencorajadas a fazer denúncia, principalmente quando a causa é ridicularizada por uma mulher.

Outra coisa muito pertinente são os comentários maldosos quando a mulher denuncia e volta atrás. Já ouvi muitos nomes influentes da comunicação local dizerem para as mulheres “se decidirem” e diminuírem o medo da mulher no momento da denúncia. É preciso saber como encorajá-las, afinal, só elas sabem tudo o que está em jogo ao denunciar seu companheiro. É preciso entender que ameaças – contra a vida dela ou dos filhos – podem estar envolvidas, que talvez ele seja a única fonte de renda da casa e ela não saiba como ficará o sustento dos filhos sem ele, é preciso entender que há muita coisa envolvida e que o nosso papel como meio de comunicação, como mídia, é encorajá-la, informar os suportes que existam na região, qual secretaria ou órgão procurar, qual medida tomar. Julgá-las não cabe a nós. Ajudá-las é o nosso dever.

Certa vez, durante entrevista com uma advogada sobre o tema, uma mulher ligou para a emissora para fazer uma pergunta. Ao atender, perguntei o seu nome e se ela gostaria de participar no ar, com a entrevistada. Houve um silêncio longo, achei que a ligação tinha caído, seu tom de voz abaixou consideravelmente e ela disse “Não. Por favor. Ele vai saber que sou eu. Só pergunte e eu vou ouvir aqui baixinho no rádio, senão ele me bate. Por favor, moça, pergunte isso a ela” e então, eu senti. Senti o quão a violência contra a mulher é viva, presente e horrível. Senti o quanto o nosso papel, como jornalistas e, principalmente, como mulheres jornalistas, é fundamental.

Que prestemos um SERVIÇO de utilidade pública para nossas mulheres. Que possamos dá-las voz.

Que possamos dá-las suporte. 

Sobre Nós

O Soma Notícias é um projeto voltado para garantir que a notícia chegue até o leitor de forma qualificada, com a confiabilidade necessária, numa forma de reportar à toda sociedade assuntos que são de interesse público. Como vivemos um momento diferenciado na comunicação, em que a importância de quem consome a notícia é mais valorizada do que nunca, o Soma Notícias vem para se somar ao objetivo de termos uma sociedade cada vez mais justa, plural e ciente de que os direitos e os deveres dos cidadãos se aplicam a todos, sem exceção. E isso só é possível se tivermos acesso a uma gama de informações confiáveis, que não abram espaço para a dúvida quanto a sua procedência. Essa é a missão do Soma Notícias. E é para executá-la que aqui estamos!

Newsletter

Deixe seu melhor e-mail para receber novidades e/ou promoções.
Somos contra Spam!