Educação

IFS THIAGO SOUZA

O Instituto Federal de Sergipe (IFS) – Campus Estância está com inscrições abertas para o Processo Seletivo dos cursos técnicos de nível médio na modalidade integrada. Ao todo, estão sendo ofertadas 105 vagas para as áreas de Eletrotécnica, Edificações e Aquicultura no turno diurno, com ingresso no primeiro semestre letivo de 2018.

As inscrições foram prorrogadas até o dia 5 de setembro e podem ser feitas através do site www.ifs.edu.br. A taxa de inscrição é de R$ 5,00 e deve ser paga por meio da Guia de Recolhimento da União (GRU), em qualquer agência do Banco do Brasil.

A aplicação das provas de seleção será realizada no dia 1º de outubro, às 9h, mas a abertura dos portões ocorrerá às 8h. O resultado preliminar está previsto para o dia 24 de outubro, já o final deverá ser divulgado no dia 30 do mesmo mês.

Além do Campus Estância, o IFS abriu vagas para os cursos técnicos em Alimentos, Edificações, Eletrotécnica, Eletrônica, Informática e Química, no Campus Aracaju; Edificações, Eletromecânica e Rede de Computadores, no Campus Lagarto; Agropecuária e Agroindústria (em regime de residência e semi-residência) e Manutenção e Suporte em Informática, no Campus São Cristóvão.

Subsequente
O Campus Estância também está com 90 vagas abertas para os cursos de Eletrotécnica e Edificações na modalidade subsequente, voltada para quem já concluiu o ensino médio. As inscrições foram prorrogadas para o dia 31 de agosto e podem ser feitas no endereço https://qacademico.ifs.edu.br/qselecao/.

As provas serão aplicadas no dia 15 de outubro, das 9h às 13h. O resultado preliminar deve ser divulgado no dia 7 de novembro, seguido do período para interposição de recursos, no dia 8. A divulgação do resultado final está prevista para o dia 16 do mesmo mês. As matrículas dos candidatos selecionados serão realizadas de 20 a 23 de novembro.

 

|Fonte: IFS

a520e2f200dcb30b5430b179cd525c03

Agora é oficial. A partir do dia 1° de setembro de 2017 os professores da Rede Municipal de Ensino iniciarão greve por tempo indeterminado. A decisão foi tomada durante assembleia geral na última segunda-feira, (28). Os profissionais da Educação reivindicam o cumprimento do piso nacional do Magistério, que teve reajuste de 7,64% este ano. A paralisação prejudica o ano letivo de cerca 32 mil alunos da capital.

Além do reajuste do piso, o Sindicato dos Profissionais de Ensino do Município de Aracaju (Sindipema) exige “envio do Projeto de Lei que restitui a Gestão Democrática da Educação nas escolas da PMA, e que foi destruída pela Lei 121/2013, editada pelo então prefeito João Alves Filho; celeridade na concessão das licenças para cursos, prêmio e aposentadoria, para os professores que já fizeram as solicitações junto às secretarias municipais da Educação, e do Planejamento, Orçamento e Gestão e, ainda, melhoria na infraestrutura das unidades de ensino e dignas condições de trabalho”.

A Prefeitura diz ter apresentado um estudo sobre a atual situação financeira do município ao Sindicato e, em nota, explica que desde o começo das negociações, houve transparência em todas as reuniões. Mas, ainda assim, os professores optaram pela greve.  

Confira a nota da Prefeitura

A Prefeitura de Aracaju apresentou o estudo de impacto financeiro ao Sindipema, de forma detalhada e com toda a transparência. A gestão não tem como conceder o reajuste, tendo em vista que teria que pagar não somente aos servidores ativos, mas também aos inativos, o que colocaria em xeque o pagamento de salários e continuidade dos serviços básicos restabelecidos para o funcionamento da rede da Educação de Aracaju. Todos os outros itens da pauta de reivindicação já foram encaminhados.

|Por Soma Notícias

|Foto: Ascom/Sindipema

20953610 1434687903319419 686485424052868816 n
As provas serão aplicadas nos dias 23 e 24 de setembro. No dia 23, teremos Redação, Linguagens Códigos e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias. No dia 24, serão aplicadas as provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. Os portões serão abertos às 11h, fechados as 12h e as provas acontecerão das 12h30 às 18h. Podem participar os estudantes matriculados no ensino médio em escolas da rede pública estadual e no curso Pré-universitário/Seed.

Motivo para não perder?  As provas foram elaboradas seguindo os mesmos critérios do Enem. Você só tem a ganhar. O candidato interessado em participar deverá se inscrever, de forma gratuita e online, no Portal da Seed.

 

|Por Assessoria de Comunicação
|Foto: Ilustração/Seed

foto Maria Odília 220817 01

Ciclistas representantes das regiões Norte e Nordeste do país disputaram a prova de Circuito no encerramento da 40ª Copa Norte Nordeste de Ciclismo, realizada no último domingo (20). Com apenas 14 anos, competindo na modalidade pela primeira vez, o aluno atleta da rede pública estadual, Kaik Alessandro Souza Feitosa, foi Ouro e destaque em outras duas provas da categoria Infanto Juvenil Masculino (INF. JUN M.) da competição, realizada nos dias 18, 19 e 20, na cidade de São Luís, no Maranhão.

O evento foi realizado pela Confederação Brasileira de Ciclismo em edição especial comemorativa aos 40 anos da competição. No primeiro dia, sexta-feira (18), na disputa de Contrarelógio, Kaik garantiu o 3º melhor tempo nos 5,8 quilômetros do percurso, montado na Avenida Expressa da cidade, ficando com a medalha de Bronze.

Em uma disputa acirrada entre os representantes do Estados presentes na Copa Norte e Nordeste na Prova de Resistência, realizada no sábado (19), Kaik Alessandro subiu ao lugar mais alto do pódio e foi premiado com medalha de Ouro pelo melhor tempo da categoria Infanto Juvenil. “Treinei bastante para conseguir esses resultados e meu professor foi fundamenta para isso”, afirma ele, ao destacar o papel desempenhado pelo treinador Wagner Facion, professor de Educação Física da Rede Pública Estadual. “Ele que iniciou na modalidade, tendo inclusive me emprestado uma bicicleta para que pudesse treinar e competir”.

Treino e esforço

Aluno do Colégio Estadual Joaquim Vieira Sobral, localizada em Aracaju, Kaik Alessandro ressalta que esta foi sua primeira competição e que treinou “sem descanso para trazer estas medalhas”. “Foram resultados difíceis de sem conquistados, mas, este é o resultado do tempo de preparação”, frisa.

Há 20 anos como treinador de ciclismo, Wagner Facion é o responsável pelo preparo dos alunos atletas da rede estadual de ensino nesta modalidade esportiva. De acordo com ele, em consequência do trabalho preparatório com os estudantes que é desenvolvido ao longo de todo ano pela Secretaria de Estado da Educação, os estudantes da rede pública estadual têm se destacado em competições nacionais da modalidade. 

Para a próxima competição, que serão os Jogos Escolares da Juventude, o professor Wagner afirma que a expectativa para a participação destes estudantes das escolas estaduais é de disputa acirrada e perspectiva de bons resultados. Realizada anualmente pelo Comitê Olímpico do Brasil, os Jogos Escoares é a maior competição escolar do país, e será realizada em duas fases, nas cidades de Curitiba (PR) e de Brasília (DF), nos meses de setembro e novembro deste ano.

 

|Por Ascom/SEED
|Foto: Maria Odília/SEED

Jackson BSB Educação


Nesta quarta-feira, 09, durante agenda administrativa em Brasília, o governador reuniu-se com o ministro da Educação, Mendonça Filho, para tratar dos cortes no orçamento da Universidade Federal de Sergipe e dos repasses para construção do Instituto Federal de Propriá, na região do Baixo São Francisco. O deputado federal Fábio Reis também participou do encontro sobre a expansão do ensino superior em Sergipe.

Jackson destacou a importância educacional da Instituição, que comemora 49 anos em 2017 e possui cerca de 30 mil alunos. “É preocupante a situação das universidades. Nossa UFS é uma instituição fundamental para o desenvolvimento de nosso estado e formação de nossos jovens”, disse.

O ministro garantiu que a UFS não corre risco de suspensão de ano letivo e fechamento. Ele informou que já foram repassados 70% da verba de custeio prevista para este ano e a previsão é alcançar 80% em setembro. “Ano passado, executamos 100% do custeio das universidades federais. Este ano, nosso objetivo é repetir isso. Não podemos dar garantia ainda porque não tivemos sinalização do planejamento da Fazenda, mas já chegamos a 70%. Próximo mês, chegaremos em 80% de custeio”, afirmou Mendonça Filho.

IFS
A continuidade das obras do Instituto Federal de Propriá também foi discutida. O deputado federal Fábio Reis relatou que houve diminuição orçamentária para todas unidades do estado. “Essas obras do IFS já estão em andamento. Diminuíram a planilha orçamentária de todos os IFS do estado. Temos unidades em Aracaju, Glória, Socorro, Poço Redondo”, afirmou Fábio Reis.

O ministro explicou que a tendência é ampliar gradualmente o teto de custeio dos institutos federais do País e que a verba para o IFS de Propriá, no valor de R$ 2 milhões, está no orçamento deste ano. “O reitor abriu sete novas frentes de trabalho e tem a obra mais cara da rede, orçada em R$ 31 milhões, o que dificultou a gestão de recursos. Conversamos com o reitor para negociarmos com as empresas, para fazer uma repactuação e baixamos para R$ 15 milhões. Ano passado, repassamos R$ 6 milhões e, este ano, reservamos R$ 6 milhões para Sergipe. Estamos tentando destravar para dar continuidade às obras. Em Propriá, a demanda é de R$ 2 milhões e está dentro do recurso que será enviado”.

Jackson Barreto comentou que a região do Baixo São Francisco, que abrange o município de Propriá, possui o menor Índice de Desenvolvimento Humano e Sergipe e recebe políticas públicas específicas voltadas para seu desenvolvimento econômico. Para ele, IFS é um importante instrumento de mobilidade social na localidade.

“Esse IFS de Propriá tem tempo que não se coloca uma pedra. O Baixo São Francisco é a região de pior IDH de nosso estado e o IFS é uma obra importante para Propriá porque vai oferecer educação de qualidade para os moradores”, afirmou.


|Fonte: ASN

Em razão das notícias veiculadas nas mídias sociais e na imprensa nacional acerca dos cortes nos orçamentos das Universidades Federais, a UFS emitiu comunicado à comunidade Universitária, no dia 1º de agosto, detalhando a situação financeira da instituição. De acordo com a Universidade, o quadro de restrição orçamentária é fato e atinge a todas as Instituições federais de Ensino Superior do país.

“A dotação orçamentária liberada pelo MEC corresponde, até o momento, a 70% das despesas de custeio e, aproximadamente, 50% das despesas de capital. Caso não haja liberação integral de 100% do limite orçamentário relativo a custeio, haverá, inevitavelmente, sérios problemas de execução de despesas de energia, bolsas, pessoal terceirizado (limpeza, segurança, apoio operacional, etc.)”, informou o comunicado.

Ainda de acordo com o gabinete do reitor – que assina a nota -, a informação repassada extra oficialmente pelo MEC é de um contingenciamento de 15% dos recursos de custeio e de 40% dos recursos de capital.

“Todas as instituições estão aguardando a definição oficial, sob pena de comprometimento de parte considerável das atividades de manutenção das Universidades Federais, a partir dos meses de setembro e outubro do corrente ano. Até o momento, a UFS está conseguindo manter em dia o pagamento de serviços contratados. “Todos os serviços essenciais foram mantidos, a despeito da profunda crise econômica e financeira do país”, completa.

No último dia 05, contudo, durante entrevista concedida à Rádio UFS, o reitor Angelo Roberto Antoniolli descartou a possibilidade de suspensão das atividades no segundo semestre.  Segundo ele, apesar do anúncio da possibilidade de corte no orçamento para a educação, a UFS é a única universidade pública que não corre o risco de fechar suas portas.

“Sem chance. A saúde financeira da Universidade Federal de Sergipe vai muito bem, está muito bem controlada. Estamos, semanalmente, discutindo e debatendo a saúde financeira da UFS. Eu posso garantir que nós permaneceremos funcionando até o final do ano. O que nós estamos buscando nesse momento é a discussão para o não-corte, principalmente nas pesquisas, no desenvolvimento do nosso país”, assegurou o reitor.

Será divulgado nesta segunda, 12 de junho, o resultado da edição do segundo semestre do Programa Universidade para Todos (ProUni). O prazo para se candidatar a uma bolsa do programa terminou na sexta-feira, 09. Até as 12 h daquele dia, o sistema registrou mais de 370 mil estudantes inscritos e mais de 720 mil inscrições – pois o estudante pode selecionar até duas opções de curso, entre os 27.237 disponíveis.

O resultado estará disponível na página do programa na internet. Neste processo seletivo, o ProUni oferta 147.492 bolsas em 1.076 instituições privadas de educação superior em todo o país. O número de bolsas oferecidas é 17% maior do que na segunda edição do programa do ano passado. Do total de bolsas, 67.603 são integrais e 79.889, parciais.

O estudante tem até o dia 19 de junho para procurar a instituição de ensino para a qual foi pré-selecionado a fim de comprovar as informações prestadas na inscrição. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, a reprovação do candidato.

O ProUni é voltado a alunos da rede pública ou bolsistas integrais da rede particular. Para participar, é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016, ter obtido o mínimo de 450 pontos na média das notas e não ter zerado a redação. Também estão incluídas as pessoas com deficiência e professores da educação básica em escolas públicas que compõem o quadro de pessoal permanente da instituição.

O processo seletivo será constituído de duas chamadas sucessivas, sendo que a primeira ocorre hoje e a segunda está prevista para 26 de junho. Na segunda chamada, a comprovação das informações deverá ser feita de 26 a 30 de junho.

Para participar da lista de espera, o estudante deverá manifestar seu interesse na página do programa, entre 7 e 10 de julho. A lista estará disponível no sistema, para consulta pelas instituições de educação superior, no dia 13 de julho. Nesse caso, o candidato deverá comparecer à instituição e entregar a documentação no período de 17 a 18 de julho.]


|Fonte: Agência Brasil

Sobre Nós

O Soma Notícias é um projeto voltado para garantir que a notícia chegue até o leitor de forma qualificada, com a confiabilidade necessária, numa forma de reportar à toda sociedade assuntos que são de interesse público. Como vivemos um momento diferenciado na comunicação, em que a importância de quem consome a notícia é mais valorizada do que nunca, o Soma Notícias vem para se somar ao objetivo de termos uma sociedade cada vez mais justa, plural e ciente de que os direitos e os deveres dos cidadãos se aplicam a todos, sem exceção. E isso só é possível se tivermos acesso a uma gama de informações confiáveis, que não abram espaço para a dúvida quanto a sua procedência. Essa é a missão do Soma Notícias. E é para executá-la que aqui estamos!

Newsletter

Deixe seu melhor e-mail para receber novidades e/ou promoções.
Somos contra Spam!