Educação

Enem Wilson Dias Agência Brasil

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou, nesta quinta, 09, que vai corrigir a prova dos participantes que esqueceram de transcrever a frase do caderno de questões para a o cartão-resposta do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A primeira prova do Enem foi realizada no dia 5 de novembro, e o segundo exame será no próximo domingo, 12.

No entanto, o Inep deixa claro que a decisão pela correção dos participantes que esqueceram da transcrição é extraordinária e que a necessidade de transcrição não está interrompida. Todos os participantes devem ficar atentos às orientações na capa do caderno de questões e transcrever a frase no segundo dia de prova.

Segundo o Inep, essa flexibilização só foi possível porque os novos mecanismos de segurança do Enem, como a prova personalizada, adotada neste ano, e a coleta do dado biométrico, desde 2016, podem ser combinados para cumprir a função da transcrição da frase. “Pode prescindir, por essa razão, a função da transcrição da frase, excepcionalmente em caso de esquecimento por parte do participante, de forma a impedir que outra pessoa faça a prova no lugar de um inscrito”, diz o instituto.

A frase permite a verificação grafológica, com o objetivo de checar se o autor da redação era realmente a pessoa inscrita. Com o dado biométrico, a Polícia Federal pode checar todas as digitais. Já a prova personalizada impede a troca de cadernos de questões.

|Fonte: Agência Brasil
|Foto: Wilson Dias / Agência Brasil

 

As novas regras para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) foram aprovadas hoje (8) pelo Senado e seguem agora para sanção presidencial. Os senadores acolheram o relatório favorável à medida provisória (MP) enviada pelo governo, que altera as formas de financiamento do fundo e extingue o período de carência para o pagamento dos estudantes. Com as mudanças, a expectativa do Ministério da Educação (MEC) é que 310 mil vagas sejam destinadas ao programa em 2018, sendo 100 mil para estudantes de baixa renda.

Durante a votação, houve divergência entre os parlamentares sobre o número de vagas que serão criadas com o novo Fies. A oposição argumentou que, na prática, apenas 100 mil vagas serão ofertadas, já que as demais fontes de recursos poderiam não ser garantidas. Já o governo, com apoio da relatora, senadora Lúcia Vânia (PSB-GO), defendeu a aprovação da matéria da forma como veio da Câmara, acolhendo apenas uma emenda sobre os descontos concedidos pelas instituições financeiras.

Outro ponto de discussão foi em torno do período em que os estudantes podem esperar, após a formatura, até iniciarem os pagamentos do empréstimo. Antes da edição da MP, os recém-formados tinham um ano e meio até que começassem a pagar. O texto aprovado acaba com a carência para o pagamento do financiamento. Senadores oposicionistas argumentaram que o fim da carência inviabilizaria a quitação dos débitos, o que foi contestado pela relatora.

Mudanças

O programa financia estudantes de cursos privados do ensino superior, profissional, técnico ou tecnológico e em programas de mestrado e doutorado. Para que tenham acesso às faculdades, os jovens precisam passar por avaliação em processos estabelecidos pelo MEC, como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Com as mudanças, a partir de 2018 devem ser oferecidos três tipos de financiamento, sendo 100 mil vagas ofertadas com recursos públicos, que terão juro zero e serão voltadas para os estudantes que tiverem renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos. As outras duas modalidades serão garantidas com recursos dos fundos constitucionais regionais e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A possibilidade dos fundos de desenvolvimento do Norte, Nordeste e Centro-Oeste financiarem o sistema desagradou a alguns senadores. Para Simone Tebet (PMDB-MS), a ampliação das vagas não pode se dar “às custas” dos fundos constitucionais, que devem ser utilizados para o desenvolvimento das regiões mais pobres do país.

Para a senadora Fátima Bezerra (PT-RN), a aprovação da MP faz com que o Fies deixe de ser “uma importante política inclusão social para virar uma maquiagem”. Já o senador Telmário Mota (PTB-RR) avaliou que as alterações trazem um “grande benefício” no momento em que o Fies apresentava um “déficit muito forte”.

Defendendo a aprovação da medida, o senador Fernando Bezerra Coelho (PMDB-PE) recorreu aos números. Segundo ele, o pico de 732 mil contratos de empréstimo firmados em 2014 foi uma “exceção” e a média gira em torno de 300 mil vagas por ano. “O Fies 1, com recursos públicos, vai financiar 100 mil contratos voltados à população mais carente. Depois temos o Fies 2, que vai financiar 150 mil contratos e poderá contar com recursos dos fundos constitucional. E temos o Fies 3, com recursos do BNDES, que contará com os juros mais caros, e ofertará 60 mil contratos. Portanto, serão 310 mil por ano”, argumentou.

Quando a MP tramitou na Câmara, o relator, deputado Alex Canziani (PTB-PR), ampliou o aporte do Tesouro Nacional ao Fundo Garantidor do Fies (FG-Fies), de R$ 2 bilhões para até R$ 3 bilhões em quatro anos.

Outra alteração dos deputados mantida pelo Senado foi a manutenção do abatimento do saldo devedor para estudantes que, após formados, atuarem como professores de educação básica na rede pública. A cada mês, 1% do saldo devedor será abatido. Já os estudantes de medicina que atuarem em equipes de saúde da família ou como médico militar em áreas carentes poderão abater no máximo até a metade da dívida.

Ao editar o texto, o governo alegou que as modificações garantirão a continuidade do programa que, segundo o MEC, acumulava uma inadimplência de 46,4%. Ainda segundo o ministério, as dívidas com o sistema já estavam em R$ 32 bilhões no ano passado.

|Fonte: Agência Brasil
|Foto: Ilustração

Enem SEED

Em relação ao primeiro dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), realizado neste domingo, 05, em 30 municípios sergipanos, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou que dos 93.284 inscritos, 67.911 alunos compareceram e 25.374 dos alunos se ausentaram, ou seja, 72.80% de presença e 27.20% de ausência. Aproximadamente 18 mil alunos do total estão finalizando os estudos da última etapa da educação básica em escolas da rede pública em Sergipe e 5.500 desses são matriculados nos polos do Programa Pré-Universitário (Preuni) da Seed.

Em Sergipe, 58,2% dos participantes são pagantes e 16,8% foram isentos do pagamento da taxa de inscrição em função da Lei ou do Decreto governamental. Por estarem matriculados na rede pública, 25% dos inscritos obtiveram a gratuidade automática. Em relação à situação de ensino, 67,3% já concluiu o Ensino Médio, enquanto 21,4% é concluinte este ano, sendo que apenas 10% concluirá após 2017 (treineiros). Do total de participantes em Sergipe, 60,5% são mulheres e 39,5% são homens.

O Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seed) - órgão responsável pela gestão da Política Estadual de Educação - ressalta que mesmo com 21,5% menos participantes que na edição 2016 do Exame Nacional do Ensino Médio, as provas este ano em Sergipe estão sendo aplicadas em 30 municípios, um município a mais que na edição anterior. No Enem 2016, o estado teve 118.976 participantes. A queda no número de inscrições é consequência do Enem ter deixado de certificar o Ensino Médio, tarefa que voltou a ser do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

A próxima etapa do Enem será realizada neste domingo, 12, quando os candidatos irão responder às questões das provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias, com duração máxima de 4 horas e 30 minutos. Os portões serão abertos às 11h e fechados às 12h.  Pela primeira vez, as provas estão sendo realizadas em dois dias, personalizadas com o nome e número de inscrição dos participantes. Neste primeiro dia, a redação foi aplicada, juntamente com as provas de Linguagens Códigos e sua Tecnologia e Ciências Humanas e suas Tecnologias, com duração máxima de 5 horas e 30 minutos.

|Fonte e foto: SEED

A Universidade Federal de Sergipe (UFS) publicou edital para preenchimento de 14 vagas de assistente administrativo para ampla concorrência, e 4 vagas reservadas. Ao todo, serão 48 candidatos classificados.

A inscrição deverá ser efetuada exclusivamente pelo endereço eletrônico www.fapese.org.br, a partir das 9 horas do dia 17 de novembro de 2017, até às 17 horas do dia 24 de novembro de 2017 (horário local).  Imediatamente após o preenchimento do formulário de inscrição, o candidato deverá, no mesmo endereço eletrônico, imprimir o Boleto Bancário e efetuar o pagamento no período de 17 a 27 de novembro de 2017, no valor de R$ 50.

Na prova, serão cobradas 10 questões de Língua Portuguesa, 15 questões de Legislação e 30 de Conhecimentos Específicos, conforme o conteúdo programático a seguir:

Língua Portuguesa - 1. Quanto à compreensão de textos: Reconhecimento da intenção comunicativa dominante no texto; avaliação do texto sob os seguintes aspectos: recuperação da intenção comunicativa, articulações coesivas, adequação da pontuação, ausência de contradições e adequação à situação comunicativa e ao público-alvo; reconhecimento das variantes linguísticas e avaliação de sua pertinência à situação de comunicação, ao gênero textual e ao público-alvo; reconhecimento do tipo textual predominante no texto;estabelecimento de relações entre textos de diferentes gêneros discursivos. 2. Quanto ao conhecimento linguístico: Classes de palavras: usos e adequação em textos; tópicos de morfossintaxe; acentuação das palavras: regras gerais relacionadas à tonicidade; regência e concordância verbal e nominal. 3. Redação Oficial.

Legislação - 1. Lei nº 8.112 de 11 de dezembro de 1990 - Regime jurídico dos servidores públicos civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais. 2. Lei nº 8.666 de 21 de junho de 1993 - Normas para Licitações e Contratos da Administração Pública. 3. Lei nº 9.784 de 29 de janeiro de 1999 - Processo Administrativo Federal.

Conhecimentos Específicos - 1. Gestão Organizacional: Funções administrativas: planejar, organizar, dirigir e controlar; hierarquia administrativa; Departamentalização; Estratégia organizacional; Processos organizacionais: fluxograma, manuais, formulários e planilhas. 2. Gestão Pública: administração direta e indireta; Tipologias da administração pública; Centralização e descentralização; Delegação de autoridade; Princípios da administração Pública. 3. Gestão de Pessoas: Os processos de gestão de pessoas; Liderança e tipos de poder; Recrutamento e seleção de pessoas; Avaliação de desempenho; Treinamento e desenvolvimento; Motivação. 4. Gestão Logística: Princípios e missão logística; Tipos de valor em logística; Estocagem; Almoxarifado e movimentação de materiais; Transportes: classificação e intermodalidade. 5. Gestão financeira: Noções de orçamento público.


|Fonte: Sintufs

935992 enem2º0004 0


Os estudantes que vão fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) devem ficar atentos ao material que precisam levar no dia da prova e ao que não é permitido durante a aplicação do exame. No dia da prova, é obrigatório apresentar um documento oficial de identificação com foto.

O documento pode ser a carteira de identidade, carteira de motorista, carteira de trabalho, carteira de reservista ou passaporte. A carteira de estudante não será aceita como documento oficial. Também não serão aceitas cópias, nem mesmo as autenticadas. Se o candidato perdeu ou teve o documento roubado, deverá apresentar um boletim de ocorrência expedido por órgão policial há, no máximo, 90 dias do primeiro domingo de aplicação do Enem – dia 5 de novembro.

Para fazer as provas, a redação e preencher o cartão de respostas o candidato terá de usar caneta esferográfica de tinta preta, fabricada com material transparente. Outra cor de tinta impossibilita a leitura óptica do cartão de respostas.

O cartão de comprovação de inscrição, que deve ser impresso na página do Enem, não é obrigatório, mas é recomendável levar para ter acesso mais fácil a dados como o local e a sala da prova. Quem precisar comprovar sua presença na prova, para apresentar no trabalho, por exemplo, deve levar a declaração de comparecimento impressa e colher a assinatura do coordenador no dia da prova. O formulário está disponível na Página do Participante.

Lanches são permitidos, mas os alimentos industrializados, como biscoitos, salgadinhos e iogurte precisam estar com as embalagens lacradas. Todos serão vistoriados antes do ingresso na sala.

Itens proibidos

Não é autorizado o uso de celular ou de qualquer aparelho eletrônico durante as provas. Os aparelhos terão de ser colocados em um porta-objetos com lacre, que deverá ficar embaixo da cadeira até o final das provas.

O candidato também não poderá usar lápis, lapiseira, borrachas, livros, manuais, impressos, anotações, óculos escuros, boné, chapéu, gorro e similares e portar armas de qualquer espécie, mesmo com documento de porte. Se estiver com um desses objetos, eles deverão ser colocados no porta-objetos.

Atenção

Neste ano, pela primeira vez será usada a prova personalizada, com os cadernos de questões e o caderno de respostas identificados com nome e número de inscrição do participante. Ao receber a prova, o candidato deverá verificar se o caderno de questões e o cartão de respostas têm a mesma quantidade de itens, se o nome está correto e se não há defeito gráfico.

O aluno poderá deixar o local duas horas depois do início da prova. Só é possível sair com o caderno de questões nos últimos 30 minutos antes do fim das provas.

Segurança

Neste ano, serão usados 67 mil detectores de metal durante o Enem, um para cada 100 participantes. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), esse número garante a vistoria dos participantes na entrada e na saída de todos os banheiros das 13.632 coordenações de local de aplicação. Neste ano também serão usados detectores de ponto eletrônico.

Itens proibidos

Lápis, chaves, livros, manuais, borracha, anotações, boné, chapéu, viseira, gorro ou similares, fones de ouvido ou qualquer transmissor, gravador ou receptor de dados, imagens, vídeos e mensagens, impressos, lapiseira, óculos escuros, caneta de material não transparente, dispositivos eletrônicos (calculadoras, agendas eletrônicas ou similares, telefones celulares, smartphones, tablets, ipods, pen drives, mp3 ou similares, gravadores, relógios, alarmes), estão entre os itens proibidos.

|Fonte: Agência Brasil
|Foto: Elza Fiuza/Arquivo Agência Brasil

Fábio Leite foto Maria Odília 021117 38

Faltando apenas três dias para a primeira etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), cerca de 8 mil estudantes aproveitaram o feriado de Finados e compareceram ao grande aulão de revisão promovido pelo Governo de Sergipe, através do Curso Pré-Universitário da Secretaria de Estado da Educação, na tarde desta quinta-feira, 2, no Ginásio Constâncio Vieira. O curso é coordenado pelo Departamento de Apoio ao Sistema Educacional (DASE). Foram ministradas aulas nas áreas de Linguagens e suas Tecnologias; Humanas e suas Tecnologias; e Redação. 

O governo montou uma grande estrutura para receber os alunos, com um palco no meio do ginásio, um telão, som, iluminação e cadeiras para que o aulão tivesse êxito. Cerca de 90 ônibus foram disponibilizados para trazer para Aracaju alunos de todos os municípios do interior. Além disso, os estudantes ganharam lanche, água mineral e todo o apoio logístico necessário para assistirem as aulas com conforto. A revisão também foi transmitida ao vivo pela Assessoria de Comunicação da Seed, através da página do Facebook da Secretaria de Estado da Educação. 

Ao meio-dia os estudantes já começavam a chegar no Constâncio Vieira. Logo na entrada, receberam as apostilas com todo o material produzido pelos professores do Curso Pré-Universitário. De acordo com o diretor do DASE, Fábio Leite, essa é a culminância de todo o trabalho realizado durante o ano. 

"Tivemos várias ações preparatórias, como os aulões e revisões no interior e em Aracaju, o Treinando com Pesos, as Oficinas de Redação, entre outras. Aqui é a fase final de tudo o que fizemos e é um grande desafio, pois prevemos a participação de cerca de oito mil estudantes. A gente se sente realizado porque o Governo de Sergipe está oportunizando a esses alunos todo um treinamento para que consigam os seus objetivos", afirmou. Ele destacou ainda que foram realizadas parcerias com a Universidade Tiradentes e a Faculdade São Luís de França. 

Preparação para o ENEM 

Os alunos que lotaram o Ginásio Constâncio Vieira se mostraram esperançosos para a prova do próximo domingo e destacaram a importância da revisão. Foi o caso de Jeneffy Santana, que veio do município de Gararu para assistir o aulão. "A gente passa o ano todo se preparando e nessa revisão a gente tem a oportunidade de refrescar a memória com relação a todos os conteúdos. No domingo tenho certeza que estaremos bem preparados. Já venho participando dos aulões ao longo do ano e pretendo cursar Jornalismo", declarou. 

A mesma opinião foi compartilhada pela sua colega, Maria Eduarda Feitosa Neu. "Essa é uma maneira de clarear as nossas ideias. Como já estamos bem próximo do Enem, essa revisão vai nos ajudar a rever o que já tínhamos estudado, então vai ser muito bom. Estudei bastante e estou me sentindo preparada", disse ela, que quer cursar Engenharia Civil. 

O professor do Curso Pré-Universitário, Yuri Norberto, destacou que esse é um momento de revisão, mas também de relaxar os alunos. "Esse é um momento de a gente pincelar as principais dicas que já foram dadas durante o ano, mas principalmente, de levar uma autoestima para os alunos através de aulas mais lúdicas. A preparação é curta e intensa, então agora é um momento de descontrair um pouco", disse. 

O aluno Carlos Ismael Rocha Repolho estuda no Colégio Estadual 24 de Outubro. Para ele,  a revisão é um grande preparatório para o Enem. "Aqui podemos aprender a como evitar algumas pegadinhas das provas. Os professores nos dão dicas e conhecimentos para que possamos tirar uma nota boa e passar", afirmou ele, que quer estudar Engenharia Elétrica. Já a aluna Juliana dos Santos Brandão estuda no polo Paulo Freire do Pré-Universitário e também não perdeu a oportunidade de estar na revisão final. "Uma aula como essa abre espaço para que os estudantes não parem de sonhar, para que acreditem que podem ir mais longe", disse ela que pretende cursar Enfermagem. 

Lucas Cariri estuda no Colégio Estadual 17 de Março. Para não perder a revisão, levou até a marmita de casa para almoçar enquanto a aula não começava. "Esse é um momento bom, uma ótima oportunidade que o governo está dando para a gente. Estou já há um ano no curso Pré-Universitário fazendo esse preparo para o Enem, vou tentar uma vaga na UFS e estou preparado", declarou o aluno, que quer estudar no curso de História. 

José Nascimento Ramos é um exemplo de que a força de vontade não tem limites. Aposentado e com 42 anos de idade, ele parou de estudar há 20 anos, mas agora vai tentar uma vaga na universidade. "Uma aula de revisão final para a gente que está se preparando para o Enem é importante, para que abra mais os nossos horizontes. Com minha idade, quero entrar no ensino superior para ter uma nova oportunidade de vida. Parei de estudar há 20 anos. Em 2011 retornei para o EJA, concluí, e agora estou tentando a universidade", afirmou ele, que está decidindo se tenta o curso de Jornalismo ou Engenharia Civil. 

Próxima revisão

O próximo aulão de revisão será realizado na quinta-feira, 9, a partir das 13h, no Ginásio Constâncio Vieira, e serão ministradas as aulas nas áreas de Ciências da Natureza e Matemática, para que os alunos revisem os conteúdos que serão cobrados no segundo dia do Enem, no dia 12 de novembro. 

Curso Pré-Universitário

O curso Pré-Universitário da Secretaria de Estado da Educação registrou este ano uma demanda recorde e superior a 2017 no número de inscritos para o seu processo seletivo. Ao todo, 12.952 candidatos se inscreveram para tentar uma das 5.500 vagas ofertadas nos 44 polos de aulas presenciais do Preuni, distribuídos por 29 municípios em todas as regiões do Estado, superando os 11.834 inscritos no ano anterior. 

Os estudos desse curso preparatório, ofertado pelo Pré-Universitário da Seed, foram iniciados em 7 de março e se estendem até o próximo 9 de novembro, às vésperas do segundo dia de aplicação do Enem. 

Para isso, o governo mantém aproximadamente 300 profissionais do magistério público estadual atuando como professores e coordenadores destes polos.

|Fonte: Assessoria de Comunicação
|Foto: Maria Odília/Seed

Alunos da rede pública estadual de ensino poderão se inscrever no Projeto Gauss. O processo seletivo teve início em agosto e se encerrará no dia 10 de novembro de 2017. A Associação Projeto Gauss é uma Organização Não Governamental que concede bolsas de estudo a jovens de baixa renda, buscando projetá-los às universidades de excelência.

Em Sergipe serão ofertadas de cinco a 15 vagas de bolsistas, a depender da disponibilidade orçamentária do Projeto Gauss para 2018 e do desempenho dos candidatos no processo seletivo. Os selecionados estudarão em instituições de qualidade à escola do projeto em cursos preparatórios para o vestibular. Também serão oferecidos acompanhamento escolar e pessoal, psicológico e pedagógico, e auxilio alimentação, transporte e moradia, a depender da necessidade.

Inscrições
Para participar do processo seletivo, os interessados não necessitarão pagar qualquer taxa de inscrição, apenas deverão preencher o formulário de inscrição disponível no portal: http://projetogauss.org/processo-seletivo/.

Os candidatos precisam ter, preferencialmente, entre 17 e 25 anos em 1º de janeiro de 2018; estar matriculados em 2017 no 3º ano do ensino médio em escola pública ou já ter cursado a integralidade do ensino médio em escola pública; ter uma renda familiar média de um salário mínimo e meio por pessoa, residir ou ter disponibilidade para se mudar para a cidade de Aracaju ou região metropolitana; e ter bom rendimento escolar e sonhar em cursar uma boa universidade.

Fases da seleção
A seleção será composta por duas fases. A primeira será a resolução das provas objetivas de interpretação de texto e raciocínio lógico, e redação. Essa fase acontecerá no dia 18 de novembro, das 9h às 13h, no Colégio Master (rua José Seabra Batista, nº 106, Jardins). Serão selecionados para a segunda fase os candidatos que obtiverem nota média superior a cinco pontos e serão convocados até os 40 melhores, a depender do desempenho dos candidatos. Os candidatos selecionados na primeira fase deverão preencher o questionário socioeconômico, informando os dados solicitados.

Já a segunda fase será uma entrevista, que será realizada em data ainda a ser definida. Primeiramente o candidato será entrevistado sozinho por 20 minutos. Depois será entrevistado juntamente com seus familiares, até o número máximo de três pessoas que moram na mesma residência.

Serão selecionados os alunos que melhor se alinharem aos princípios do Projeto Gauss e que demonstrarem bom desempenho escolar e interesse na educação. O resultado será divulgado na página oficial do Projeto Gauss (projetogauss.org). Maiores informações poderão ser sanadas através do e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou através do whatsapp 11 97213 - 9635.

Os alunos Paulo Teylor Barreto Lima (Colégio Estadual Murilo Braga -Itabaiana) e Sérgio Vieira Santos Júnior (Centro de Excelência Atheneu Sergipense - Aracaju) foram os classificados pela Embaixada dos Estados Unidos no Brasil para representarem o país como Jovens Embaixadores. A divulgação dos nomes dos dois alunos sergipanos ocorreu nesta terça-feira, 31, dentre uma lista de mais de 50 estudantes de todo o país. 

Eles irão passar três semanas em janeiro de 2018 nos Estados Unidos, aperfeiçoando a língua inglesa e conhecendo instituições americanas. "Fizemos uma pesquisa e raras as vezes a Embaixada classificou dois alunos de uma instituição parceria, que em Sergipe é a Secretaria de Estado da Educação. Isso quer dizer que os alunos estão com um ótimo inglês e fizeram uma boa prova, competindo com alunos de alto nível do país", disse Célia Gil, assessora de assuntos internacionais da Secretaria de Estado da Educação. 

Em Sergipe, foram classificados quatro alunos. Além dos dois que irão para os EUA, Caio Henrick da Silva Brandão (Centro de Excelência Atheneu Sergipense - Aracaju) e Letícia Mikelly da Rocha Eleutério (Centro de Excelência Atheneu Sergipense - Aracaju) farão o curso English Immersion Program, em Brasília, em julho de 2018. 

O aluno Sérgio Vieira, que cursa do 3º ano do Atheneu, informou que os professores foram decisivos para que ele se inscreve no programa, mas que todos os dias ele assiste a filmes, séries e documentários em inglês como aperfeiçoamento da língua inglesa. "Estou na expectativa. Meus professores me apoiaram muito a participar. O colégio me deu a possibilidade e o espaço de praticar o inglês com outros alunos, mas aprendo a pronúncia em casa, através da internet", disse. 

Paulo Taylor, aluno do 3º do Murilo Braga, disse que desde criança sonha com o cotidiano, a vida, a arte norte-americana, mas que a família não tinha condições de oferece-lo um intercâmbio. Segundo ele, foi quando ficou sabendo do Programa Jovens Embaixadores através da Secretaria de Estado da Educação e resolveu se inscrever com o apoio dos professores. "Não acredito ainda, porque sempre foi meu sonho. Não sei o que irá acontecer ainda, mas quero aperfeiçoar a língua, fazer Letras-Inglês e, quem sabe, seguir carreira. Agradeço a todos que me apoiaram e me estimularam para que me inscrevesse no programa", disse. 

Jovens Embaixadores 

Os estudantes que se encaixaram nos critérios especificados pelo programa preencheram uma ficha de inscrição e receberão uma reposta automática dizendo se atenderam aos pré-requisitos básicos e se foram aprovados para a segunda etapa. 

As fases seguintes do processo de seleção envolveram envio de documentos, prova escrita e oral e, no caso dos semifinalistas, uma visita da Embaixada a casa deles em Sergipe. A viagem aos Estados Unidos está programada para janeiro de 2018.

Criado em 2002 por iniciativa da Embaixada dos Estados Unidos, o Jovens Embaixadores busca valorizar estudantes que sejam exemplos em suas comunidades. Desde então, mais de 500 jovens já foram beneficiados pelo programa. 

Durante a primeira semana do programa, os selecionados visitam Washington DC, capital dos Estados Unidos, a fim de conhecerem seus principais pontos turísticos e organizações dos setores público, privado e do terceiro setor. Depois, são divididos em grupos menores que viajam para estados diferentes. Lá, são hospedados por uma família americana, assistem a aulas e participam de atividades ligadas à responsabilidade social e empreendedorismo.

|Fonte: Assessoria de Comunicação
|Foto: Divulgação/Seed

Sobre Nós

O Soma Notícias é um projeto voltado para garantir que a notícia chegue até o leitor de forma qualificada, com a confiabilidade necessária, numa forma de reportar à toda sociedade assuntos que são de interesse público. Como vivemos um momento diferenciado na comunicação, em que a importância de quem consome a notícia é mais valorizada do que nunca, o Soma Notícias vem para se somar ao objetivo de termos uma sociedade cada vez mais justa, plural e ciente de que os direitos e os deveres dos cidadãos se aplicam a todos, sem exceção. E isso só é possível se tivermos acesso a uma gama de informações confiáveis, que não abram espaço para a dúvida quanto a sua procedência. Essa é a missão do Soma Notícias. E é para executá-la que aqui estamos!

Newsletter

Deixe seu melhor e-mail para receber novidades e/ou promoções.
Somos contra Spam!